Análise de Preços da Cardano: ADA Atrasa a Recuperação para US$2,5 Apesar de Pares Chegando em Novos Marcos Mensais

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Outubro 6, 2021 Updated Outubro 6, 2021

Análise de Preços da Cardano: ADA Atrasa a Recuperação para US$2,5 Apesar de Pares Chegando em Novos Marcos Mensais

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Outubro 6, 2021 Updated Outubro 6, 2021
  • Os preços da Cardano estão dentro de uma ampla gama, marcados pela SMA de 50 dias na valorização e pela SMA de 100 dias na queda.
  • O modelo IOMAP revela que a ADA assenta-se num suporte robusto, enquanto a ausência de uma resistência maciça favorece os altistas.

A Cardano é vista negociando em US$2,2 na segunda-feira para o final da sessão asiática. O token de contratos inteligentes está tornando-se competitivo, entrando na moleza do Ethereum ao lado da Solana. No entanto, a sua ação em matéria de preços continua a ser lenta em comparação com Ethereum e Bitcoin.

O Preço da Cardano Está Preso em um Grande Intervalo

A Cardano está presa em uma escala larga, marcada pela zona da demanda em verde e a área vermelha em vermelho no gráfico diário. Os altistas defenderam firmemente o suporte acentuado pela simples média móvel de 100 dias (SMA), uma medida que assegurou que os declínios não se estenderam até os US$1,5.

O token iniciou a recuperação juntamente com outros ativos cripto na sexta-feira, mas perdeu gás antes de atingir os US$2,5. A SMA de 50 dias acrescentou peso à resistência, reduzindo a tendência de crescimento visando US$3.

Entretanto, a convergência e divergência das médias móveis (MACD) realça um sinal de compra na tendência que se inclina para cima. À medida que a média móvel exponencial de 12 dias (SMA) cruzou acima da EMA de 26 dias, as chances subiram a favor dos altistas. A dinâmica de cálculo do índice técnico só precisa se reunir acima da linha média para validar a ação acima dos US$2,5.

Leia mais: Análise do Preço da Cardano e da Terra: 1 de outubro de 2021

Gráfico diário do ADA/USD

ADA/USD price chart
Gráfico do preço do ADA/USD por Tradingview


Ao mesmo tempo, o índice de força relativa (RSI) confirma que nem os compradores nem os vendedores têm a vantagem. Esta ferramenta de acompanhamento de tendência calcula também a força dos altistas e dos baixistas. Atualmente, o movimento de nivelamento implica que a consolidação prevalecente durará mais tempo.

O IOMAP da IntoTheBlock revela a ausência de uma resistência robusta com a capacidade de impedir que os altistas atinjam os seus objetivos, pelo menos para US$2,5. De acordo com esta métrica on-chain, a única área de interesse passa de US$2,22 para US$2,28.

Aqui, os ligeiramente mais de 101.500 endereços que compraram US$2,41 bilhões de ADA vão tentar alcançar o zero a zero, reduzindo assim o impactos dos compradores. No entanto, se o preço passar, a corrida até US$2,5 será rápida.

Leia mais: Previsão de preços da Cardano: A ADA entra em suporte crucial, o rali acabou?

Gráfico IOMAP da Cardano

Cardano IOMAP chart
IOMAP da Cardano por IntoTheBlock


Na desvalorização, a Cardano está situada no topo de um suporte robusto que abrange entre os US$2,15 e os US$2,21. Aqui, cerca de 132.400 endereços compraram anteriormente 5,58 bilhões de ADA. Não será fácil para os baixistas romperem esta barreira de suporte, deixando a ADA com segurança acima dos US$2,1.

Leia mais: 

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
1795 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story