Analista Aponta Quando Bitcoin (BTC) Pode Valer R$ 1,5 milhão, Logo Após Acertar Previsão

By Paulo José
Published Julho 6, 2021 Updated Julho 6, 2021

Analista Aponta Quando Bitcoin (BTC) Pode Valer R$ 1,5 milhão, Logo Após Acertar Previsão

By Paulo José
Published Julho 6, 2021 Updated Julho 6, 2021
  • Previsão otimista sobre o Bitcoin aponta que criptomoeda pode subir até quase R$ 1,5 milhão
  • Famoso analista acredita em uma grande valorização do BTC nos próximos meses
  • Especialista usa modelo Stock-to-Flow, que já acertou previsões sobre o BTC, o ouro e a prata

Embora o preço do Bitcoin (BTC) esteja em desvalorização atualmente no mercado, o famoso analista PlanB acredita que a criptomoeda enfrentará uma grande onda de valorização nos próximos meses.

De acordo com uma recente publicação do especialista no Twitter, a alta do Bitcoin pode ainda ser maior do que o valor conquistado pela criptomoeda no início de abril de 2021, quando o BTC valia quase US$ 64 mil.

Para o analista técnico Plan B, o topo conquistado pelo BTC há três meses não deve ser considerado o recorde de preço da criptomoeda no mercado, segundo aponta o modelo de previsão conhecido como Stock-to-Flow (Estoque para Fluxo).

Previsão do Bitcoin

Logo após enfrentar uma grande valorização em 2021, parece que o Bitcoin não consegue voltar a registrar novas máximas de preço. No entanto, para o perfil PlanB, isso pode acontecer nos próximos seis meses.

Portanto, até o final de 2021 pode ser que o preço do Bitcoin se aproxime de US$ 288 mil no mercado, ou ainda, quase R$ 1,5 milhão, considerando a cotação atual para o dólar.

Assim, na publicação do Twitter, o especialista traça dois cenários para o Bitcoin, onde ele aposta que a criptomoeda ainda não enfrentou sua máxima do ano. Na primeira hipótese, o analista apresenta o valor de US$ 64 mil como o recorde do BTC.

Nesse caso, a criptomoeda não teria chances de quebrar um novo recorde de preço, e nos próximos seis meses poderia oscilar entre U$ 25 mil e US$ 50 no mercado.

Por outro lado, na mesma publicação, o perfil do analista PlanB apresenta outro cenário para o Bitcoin, com uma nova onda de valorização à vista. Nesta segunda previsão, o famoso analista do Twitter apresenta que a criptomoeda poderia variar entre US$ 100 mil a US$ 288 mil.

Parece que eu estava descartando muito cedo o cenário de retornos decrescentes. Na verdade, esta será a questão chave nos próximos 6 meses:
1) US$ 64 mil foi o topo e vamos oscilar entre US$ 25 mil e 50 mil?
2) Ou US$ 64 mil não era o topo e o mercado em alta retornará para o modelo S2F US$ 100 mil a US$ 288 mil?
Meu dinheiro está (apostado) na segunda.

Modelo de previsão que acerta

Antes de traçar possíveis valores que o Bitcoin pode alcançar no mercado, o perfil PlanB mostra que o famoso modelo Stock-to-Flow já acertou previsões anteriores sobre a criptomoeda.

Desse modo, no gráfico divulgado por ele é possível acompanhar a trajetória do Bitcoin logo após os halvings de 2012 e 2016. Como o modelo Stock-to-Flow baseia-se no halving, para PlanB o movimento do BTC no mercado será de alta.

PlanB divulga gráfico que compara halvings
Previsão do preço do Bitcoin (Reprodução/PlanB Twitter)

Assim como aconteceu nos halvings anteriores do Bitcoin, a criptomoeda tende a aumentar o preço logo após a redução da emissão pela metade, evento também conhecido halving.

Além disso, o modelo Stock-to-Flow pode ser usado como parâmetro para outros ativos do mercado, como o ouro e a prata. Portanto, por mais que o preço do Bitcoin esteja em queda hoje, nos próximos seis meses a criptomoeda pode surpreender o mercado, caso siga a previsão do analista.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
290 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story