Fan token do Flamengo despenca no mercado após atingir R$ 6

By Paulo José
Published Fevereiro 18, 2022 Updated Fevereiro 18, 2022

Fan token do Flamengo despenca no mercado após atingir R$ 6

By Paulo José
Published Fevereiro 18, 2022 Updated Fevereiro 18, 2022

Depois de voltar a ser cotado acima de R$ 6, o preço do Flamengo Fan Token (MENGO) despencou no mercado cripto. No total, a moeda digital do time de futebol caiu 13,5% nas últimas 24 horas.

Antes de registrar a cotação atual por volta de R$ 5,2 com a desvalorização do dia, o preço do fan token MENGO era cotado em R$ 6 hoje. Mas, com a recente queda, o criptoativo registrou a mínima de R$ 5,18 nesta quinta-feira (17), através do par MENGO/BRL.

Nos últimos sete dias, o preço do Flamengo Fan Token esteve duas vezes acima de R$ 6. Embora a moeda digital tenha se desvalorizado nas últimas 24 horas, depois de atingir R$ 5,18 o MENGO voltou a subir no mercado cripto.

Preço Flamengo Fan token (Reprodução/CoinMarketCap)

Atualmente, cada unidade da Flamengo Fan Token é cotada em R$ 5,31, de acordo com o CoinMarketCap. Este valor sinaliza uma breve recuperação para o criptoativo que em novembro de 2021 valia mais de R$ 20.

Leia Mais: SoftBank Investe R$ 3,6 bilhões em Plataforma de Game NFT com Jogadores de Futebol

Além do MENGO, os principais criptoativos seguem em desvalorização nesta quinta-feira (17). O preço do bitcoin, por exemplo, voltou a ser cotado em US$ 40 mil recentemente, depois de subir até US$ 44 mil durante a semana.

No total, a cotação do BTC caiu mais de 7% nas últimas 24 horas, seguindo o Flamengo Fan Token e o ethereum, que é cotado em cerca de US$ 2,9 mil no mercado.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
426 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story