A Maior Gestora de Ativos do Mundo Diz Que “Muito Poucos Investidores Demandam Bitcoin”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 14, 2021 Updated Julho 14, 2021

A Maior Gestora de Ativos do Mundo Diz Que “Muito Poucos Investidores Demandam Bitcoin”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 14, 2021 Updated Julho 14, 2021

Larry Fink, o CEO da maior gestora de ativos do mundo, BlackRock, disse que viu um declínio constante em perguntas sobre o Bitcoin nas últimas duas semanas. Fink disse que a empresa está vendo muito pouca demanda do investidor para a principal criptomoeda. Ele ainda acrescentou que o Bitcoin não se encaixa nos planos de longo prazo ou de aposentadoria do investidor. Fink disse,

“Nas duas últimas semanas de viagens de negócios, não foi colocada uma pergunta sobre isso. Isso simplesmente não faz apenas parte do foco da aposentadoria e dos investidores de longo prazo. Vemos muito pouco em termos de demanda de investidores”,

Leia mais: Gestor Bilionário de Fundo Hedge Ray Dalio Revela Que Mantém Bitcoin

A maior gestora de ativos do mundo, com mais de US$9 trilhões em ativos sob gestão, tinha defendido o Bitcoin citando a procura crescente entre os clientes. A gestora de ativos também havia investido em uma das maiores empresas que detém Bitcoin na Holding Fortune 500MicroStrategy.

Fink fala isso em um momento em que o preço BTC diminuiu mais de 50% em relação à sua alta histórica e continua a mover-se lateralmente, levando a um declínio aparente no interesse dos investidores. No entanto, mesmo quando a BlackRock alega que a demanda do investidor diminuiu, muitos gigantes financeiros e instituições continuam a ganhar exposição ao Bitcoin e a criptos.

Leia mais: O Investidor Bilionário Ray Dalio Vira 180 Graus, Chama Bitcoin de Alternativa Bem Sucedida ao Ouro

O Que Mudou a Postura da BlackRock Sobre o Bitcoin?

A Blackrock até o mês passado tinha chamado o Bitcoin de durável e tinha revelado planos de se aventurar no Bitcoin até a queda de maio limpar metade de seus ganhos. A criptomoeda principal não conseguiu ultrapassar os US$40 mil desde então e continua a negociar lateralmente. O BTC passou a maioria dos seus últimos dois meses em menos de US$35 mil, uma vez que não conseguiu solidificar a sua posição acima dela, apesar de alguns rompimentos.

A demanda de mercado deu um mergulho, uma vez que os investidores são mais curiosos após a recente venda. Apesar do aumento da volatilidade dos preços e do declínio da liquidez do mercado, os analistas prevêem que a criptomoeda principal ainda não entrou num mercado baixista.

O BTC estava sendo negociado a US$32.540, tentando reclamar o suporte on-chain de US$33 mil.

Leia mais: Traders Podem Ganhar mais de R$ 250 Mil em Criptomoedas de Graça Através da Binance

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2606 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story