Melhorando o rastreamento de bagagem e a segurança dos dados da aviação com o ParallelChain

Por Guilherme de Faria Martins da Silva
Publicados Maio 13, 2023 Atualizado Maio 13, 2023
Woman with Luggage Cart Walk at Airport Terminal. Tracking Shot Shows Female Slim Legs. Young Girl Pushing Trolley with Carry on Baggage Forward to Boarding Gate.
By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Maio 13, 2023 Updated Maio 13, 2023

Neste artigo, vamos procurar explorar como o IPC pode ser aplicado para resolver problemas do mundo real e criar um ecossistema digital integrado.

Não é segredo que a tecnologia blockchain tem o potencial de revolucionar a forma como várias indústrias diferentes operam. Isso é melhor evidenciado pelo fato de que, nos últimos dois anos, sua influência se infiltrou em uma série de indústrias, desde a saúde até o gerenciamento da cadeia de suprimentos e o rastreamento de ativos (e praticamente tudo o mais).

Nesse sentido, o Inter-ParallelChain Communication (IPC), desenvolvido pelo ParallelChain Lab, é um protocolo blockchain exclusivo que permite a interoperabilidade segura entre blockchains com e sem permissão. Neste artigo, vamos procurar explorar como o IPC pode ser aplicado para resolver problemas do mundo real e criar um ecossistema digital integrado. Por exemplo, o IPC pode ser usado para melhorar o rastreamento de bagagem e a segurança dos dados da aviação de forma bastante integrada. Então, sem mais delongas, vamos mergulhar no assunto com mais detalhes.

O problema do extravio de bagagem e os riscos à segurança dos dados

De acordo com dados disponíveis online, vários aeroportos internacionais estão atualmente enfrentando grandes desafios quando se trata de processar informações associadas a milhares de voos e milhões de passageiros todos os dias. Apesar de seus melhores esforços para coordenar os arranjos de voo e as necessidades dos passageiros, há muita bagagem que se perde no trânsito. 

Até este ponto, cerca de 1% de toda a bagagem despachada é perdida durante o transporte de/para seus respectivos destinos. Embora este possa não parecer um número significativo à primeira vista, vale a pena notar que, apenas ao longo de 2019, mais  de 4,3 bilhões de malas  foram despachadas pelos passageiros, o que equivale a aproximadamente 11,9 milhões de malas por dia. Este enorme volume de bagagens extraviadas não só pode causar incómodos e frustração para os passageiros, mas também resultar em atrasos operacionais e contratempos para as companhias aéreas e as autoridades aeroportuárias.

Por fim, vale mencionar que bancos de dados centralizados compartilhados entre aeroportos (que muitas vezes contêm dados de bagagem) para melhorar a coordenação e as experiências dos passageiros são suscetíveis a riscos de segurança, e uma tentativa de invasão bem-sucedida pode levar a vazamentos desastrosos de informações contendo informações altamente sensíveis. Por exemplo, adulterar esses dados pode resultar em malas sendo roubadas, bagagens sendo enviadas para o destino errado etc.

Entre na ParallelChain

Logo de cara, deve-se notar que a blockchain autorizada da ParallelChain lida com uma média de 120.000 transações por segundo com uma minúscula latência de 3 milissegundos, tornando-o ideal para processar grandes quantidades de dados de aeronaves e passageiros no dia a dia. Além disso, a capacidade única da ParallelChain de “esquecer dados de blockchain” permite a remoção de detalhes pessoais de panfletos do blockchain para cumprir as leis de privacidade de dados, como o GDPR.

Por fim, o uso pela plataforma de uma nova estrutura de consenso chamada Proof-of-Immutability (PoIM) garante que as informações confidenciais do cliente permaneçam seguras e transparentes em todos os momentos, ao mesmo tempo em que estão disponíveis para o pessoal autorizado de outras redes de aeroportos visualizar com o toque de um botão.

A Solução IPC

O IPC, o protocolo que permite que blockchains públicas e privadas no ParallelChain interoperem nativamente de maneira dupla, pode simplificar a segurança, a eficiência e o lazer em uma jornada perfeita do início ao fim, integrando dados on-chain em cadeias corporativas. Para elaborar, o IPC permite a descentralização dos detalhes dos passageiros, eliminando a necessidade de um único banco de dados de clientes baseado em servidor.

Na verdade, através do uso da solução acima mencionada da IPC, os dados de bagagem e informações de voo podem ser marcados com identidades digitais descentralizadas dos clientes em blockchains públicas e, posteriormente, transmitidos de volta para eles, permitindo que os clientes rastreiem suas bagagens em movimento usando seus smartphones, laptops etc.

Do ponto de vista técnico, o acoplamento de processos centralizados e descentralizados do IPC ajuda na criação de uma infraestrutura de informações abrangente entre os aeroportos sem comprometer sua autonomia ou segurança. Não só isso, melhora a rastreabilidade da bagagem e, ao mesmo tempo, aumenta a experiência geral de viagem dos passageiros em todo o mundo.  Por exemplo, fornecedores e indivíduos podem colocar viajantes verificados na lista de permissões enquanto recebem aqueles com avaliações estelares marcadas para suas identidades de cadeia fechada via IPC.

Olhando para o futuro

A nova solução blockchain da IPC tem o potencial de revolucionar a indústria da aviação, melhorando o rastreamento de bagagem e a segurança dos dados das companhias aéreas. O acoplamento de processos centralizados e descentralizados pode criar uma estrutura de informações abrangente entre aeroportos em todo o mundo, beneficiando passageiros, fornecedores e autoridades.

Por fim, a tecnologia da ParallelChain pode fornecer uma solução muito necessária para os desafios enfrentados pela indústria da aviação, garantindo a conformidade com as leis de privacidade de dados e segurança nacional. Assim, será interessante ver como esse espaço ainda incipiente continua a evoluir daqui para frente, especialmente à medida que mais e mais pessoas continuam em direção ao uso de sistemas descentralizados.

Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
Guilherme de Faria Martins da Silva
3339 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story