Token do Santos distribui dividendos após venda de jogador por R$ 122 milhões

.
Por Paulo José
Publicados janeiro 28, 2022 Atualizado janeiro 28, 2022
By Paulo José
Published janeiro 28, 2022 Updated janeiro 28, 2022

Logo após completar três meses de lançamento no mercado cripto, o token do Santos pagará o primeiro dividendo para seus detentores. Apoiado no mecanismo de solidariedade, o Token da Vila apresentou rendimentos depois que um jogador foi vendido por mais de R$ 122 milhões recentemente.

O jogador negociado é Yuri Alberto, que foi vendido para o time russo Zenit. No total, a negociação do jogador que foi lançado pelo Santos atingiu 20 milhões de euros, ou ainda, R$ 122,1 milhões no mercado.

De acordo com a cota que o Santos deve receber diante de tal negociação, no valor de 2,51%, cada Token da Vila deve receber quase R$ 5. Ou seja, quem possui dez tokens do time de futebol deve ganhar R$ 50.

Lançado em outubro de 2021, o preço do token do Santos atingiu US$ 10 no mercado. Além de Yuri Ribeiro, a negociação do craque Neymar Jr. no mercado pode resultar em dividendos para o ativo digital do time de futebol.

Recentemente, o jogador do Paris Saint Germain foi assunto no mercado cripto. Com quase R$ 6 milhões em ethereum (ETH), Neymar Jr. comprou dois tokens não fungíveis (NFTs) da coleção Bored Yacht Club e se transformou em um novo colecionador de NFTs.

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
Paulo José
456 Artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story