Por que as exchanges descentralizadas estão em ascensão? A INNODEX pode superar a Binance e a Uniswap?

Por Guilherme de Faria Martins da Silva
Publicados Março 5, 2023 Atualizado Março 5, 2023
By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Março 5, 2023 Updated Março 5, 2023

Como uma DEX convencional, a INNODEX permite que os usuários armazenem e negociem seus ativos de suas carteiras sem os procedimentos demorados de KYC.

Nos últimos anos, as exchanges descentralizadas (DEXs) surgiram como uma alternativa viável às exchanges centralizadas (CEXs) no mundo da negociação de criptomoedas. O volume de transações em DEXs vem crescendo constantemente, atingindo US$224 bilhões de abril de 2021 a abril de 2022, superando o das exchanges centralizadas, que registraram US$175 bilhões no mesmo período. Isso marca uma mudança significativa, considerando que a Chainalysis informou que mais de 90% das transações de criptomoedas foram realizadas em exchanges centralizadas no primeiro semestre de 2021.

Então, por que o súbito aumento das exchanges descentralizadas? Uma das principais razões é a transparência que eles oferecem, que está faltando nas trocas tradicionais. Além disso, depois de várias falências de alto perfil de exchanges centralizadas como Celsius e FTX, os usuários estão cada vez mais cautelosos com a falta de regulamentação e transparência no setor.

À medida que a consciência do risco de que “os clientes não possam verificar de forma transparente seus ativos detidos” com exchanges centralizadas aumenta, mais usuários estão optando por exchanges descentralizadas como alternativa. No entanto, as exchanges descentralizadas ainda não são uma alternativa perfeita para os usuários. Isto é principalmente devido ao problema persistente de “taxas de gás” associadas a elas. Ao contrário das exchanges centralizadas, as exchanges descentralizadas operam na blockchain, o que significa que as taxas de gás são incorridas para cada transação. Para usuários acostumados a negociar sem taxas de gás em exchanges centralizadas, isso pode ser um obstáculo significativo.

Mesmo Binance e Uniswap não poderiam resolver este problema

A Binance continua a ser a principal preferência para os traders de criptomoedas devido aos seus serviços de negociação convenientes, interface amigável e gama diversificada de pares de negociação. De acordo com a CoinMarketCap, registrou um volume de negociação de mais de US$17 bilhões nas últimas 24 horas, superando exchanges populares como Coinbase e Kraken.

No entanto, a transparência em relação aos ativos dos clientes continua a ser um desafio. Embora a Binance realize auditorias regulares de “Prova de Reservas” para provar que possui reservas suficientes para cobrir todos os saldos de usuários, foram levantadas preocupações sobre a dívida da empresa exceder seus ativos com base em seu relatório de prova de reserva divulgado anteriormente.

Devido ao sistema de exchanges centralizadas, os históricos de transações dos clientes não são divulgados de forma transparente e, como resultado, as preocupações com a “segurança dos fundos” para os usuários não foram completamente abordadas. Confiar ativos a terceiros é a principal desvantagem das exchanges centralizadas, o que não apenas contradiz os princípios fundamentais das criptomoedas e da tecnologia blockchain, mas também a torna vulnerável a hackers ou ataques cibernéticos, uma vez que todos os ativos são gerenciados em um só lugar. Além disso, o complexo processo KYC (Know Your Customer) também é considerado uma grande desvantagem.

As exchanges descentralizadas podem resolver isso?

Olhando para a popular exchange descentralizada, Uniswap, ela permite que os usuários negociem diretamente na blockchain usando suas carteiras pessoais sem a necessidade de um processo complexo de KYC (Know Your Customer). Isso dá aos usuários total controle e transparência sobre o armazenamento e o gerenciamento de seus fundos, bem como fácil acesso a informações sobre seus ativos. No entanto, como todas as transações são registradas na blockchain, cada transação incorre em uma taxa de gás, o que pode ser uma desvantagem significativa para os usuários que negociam com frequência. Além disso, a falta de liberdade das taxas de gás limita os tipos de serviços de negociação suportados, levando a uma menor liquidez geral em comparação com as exchanges centralizadas. Além disso, a interface do usuário sem um livro de pedidos difere significativamente das exchange centralizadas, tornando mais difícil para os usuários de exchanges centralizadas existentes navegarem.

Como a INNODEX oferece o melhor dos dois mundos?

A INNODEX opera como uma DEX tradicional, permitindo que os usuários armazenem e negociem seus ativos diretamente de suas carteiras pessoais sem procedimentos complicados de KYC. Isso garante que os usuários mantenham controle total sobre seus fundos, e a transparência da blockchain permite um fácil monitoramento de suas participações. No entanto, a principal inovação da INNODEX reside em sua capacidade de eliminar as altas taxas de gás associadas a cada transação em uma DEX. Em vez disso, uma única taxa de gás é cobrada diariamente quando a carteira do usuário é sincronizada com a blockchain, sem taxas adicionais cobradas para negociações subsequentes.

Mas isso não é tudo – a INNODEX também oferece uma variedade de recursos que serão familiares aos usuários do CEX, como um livro de pedidos abrangente e vários tipos de pedidos, incluindo ordens de mercado. Isso o torna mais acessível aos usuários que estão acostumados a negociar em plataformas centralizadas, sem sacrificar os benefícios da descentralização.

Com a INNODEX liderando o caminho, está claro que as DEXs percorreram um longo caminho para abordar as limitações das exchanges tradicionais, mantendo as principais vantagens da tecnologia blockchain. Ao oferecer uma maneira mais fácil de usar e econômica de negociar, eles estão prontos para se tornar a plataforma preferida para os traders de criptomoedas em todo o mundo.

A plataforma INNODEX, alimentada pela tecnologia “Stay Pending” da NvirWorld, pode vir a ser um divisor de águas em exchanges descentralizadas. Ela reduz as taxas de gás para os usuários e maximiza a conveniência, diminuindo a barreira de entrada para exchanges descentralizadas para garantir liquidez abundante e fornecer uma variedade de serviços de negociação próxima de exchanges centralizadas. A NvirWorld também está desenvolvendo e fornecendo várias outras tecnologias patenteadas para comercializar a tecnologia blockchain. Uma das tecnologias patenteadas é permitir que os usuários façam pagamentos e transações usando criptomoedas, mesmo durante bloqueios de rede, e essa tecnologia está sendo introduzida na mainnet programada para ser lançada no quarto trimestre.

Além disso, a NvirWorld tem parcerias oficiais com os especialistas do setor Solana e ConsenSys, e lançou a moeda deflacionária “NVIR”, que está ganhando atenção por ter potencial comparável ao Ethereum como um projeto blockchain.

Com a INNODEX, não há necessidade de fazer escolhas lamentáveis entre exchanges centralizadas e descentralizadas, pois absorve apenas suas vantagens e elimina suas desvantagens.

A plataforma está atualmente passando pelo 4º teste beta fechado e desenvolvendo continuamente serviços adicionais fáceis de usar, como a função de login de e-mail e a Autenticação do Google para autenticação de 2 fatores. Espera-se que a INNODEX abra novos horizontes no mercado de criptomoedas, inaugurando enormes mudanças perceptuais que moldarão o futuro.

Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
Guilherme de Faria Martins da Silva
3338 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story