Com As Sanções dos EUA Sendo Prováveis, Uma Crise de Liquidação de Cripto Se Desenha em Hong Kong

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 11, 2020 Updated Julho 11, 2020
Imagem Cortesia da Pixabay

Com As Sanções dos EUA Sendo Prováveis, Uma Crise de Liquidação de Cripto Se Desenha em Hong Kong

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 11, 2020 Updated Julho 11, 2020

A Manutenção da Lei de Segurança Nacional foi em 30 de junho de 2020, e passou rapidamente durante a reunião do 13º Comitê Permanente da NPC efetivamente “ajustando” os Hong Kongers. A lei compreende três diretivas que compõe a lei penal da cidade estado.

O Gatilho da Lei de Segurança Nacional

Especificamente, a Diretiva da Sociedade cobre elementos relacionados à segurança nacional. Isso previne a formação de tríades e a criação de sociedades criminosas.

A subversão da autoridade chinesa, conversas sobre secessão, danos ao transporte público semelhantes a terrorismo e colusão com forças externas, todas são criminalizados e atraem a sentença máxima de prisão perpétua.
Como era esperado, a lei foi rejeitada pelos residentes da cidade, pois, os EUA provavelmente imporão sanções à empresas chinesas (incluindo bancos) ou líderes suprimindo o impulso democrático de Hong Kong através do Ato de Autonomia de Hong Kong.

Esse ato impede que bancos da região acessem o sistema de liquidez dos EUA.

O Ato de Autonomia de Hong Kong

É esse banimento que ameaça sacudir os mercados de cripto. Nos próximos dias, especialistas se preocupam com as opções de liquidação de cripto sendo impactadas negativamente.

O Ato de Autonomia de Hong Kong foi uma resposta ao governo chinês ter aprovado a Lei de Segurança Nacional. O governo dos EUA, através do ato reativado, barrará as empresas dos EUA e suas filiais em Hong Kong de acessarem o sistema financeiro dominado pelos EUA.

Isso reduz drasticamente suas capacidades de transação (o governo dos EUA determina a quantidade de dinheiro enviada), causando ruína a milhares, senão milhões de clientes dependendo dos negócios com base em Hong Kong.

Empresas de Cripto e Brokers em Risco

Subsequentemente, há um risco de que os bancos que opera em Hong Kong possam ser cortados do sistema financeiro dos EUA.

Se isso continuar como está, é provável que as empresas de cripto em Hong Kong e Macau, entidades que são muito dependentes do sistema financeiro dos EUA, levarão o maior baque. Os banimentos sobre as negociações de cripto estão valendo na China continental.

Portanto, a maioria dos negócios incluindo as exchanges de criptomoeda baseadas em Hong Kong provavelmente sofrerão, já que as transações entre clientes e empresas são liquidadas nos EUA.

Empresas de grande porte com suporte dos principais negócios de cripto e investidores institucionais já operam em Hong Kong. A OSL, por exemplo, recebeu $14 milhões da Fidelity em fevereiro enquanto a Amber Group conseguiu $28 milhões da Coinbase e Polychain.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2586 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story