Domingo Espetacular Mostra Vídeo da Prisão do ‘Rei do Bitcoin’, que Movimentou Esquema de R$ 1,5 Bilhão


Domingo Espetacular Mostra Vídeo da Prisão do ‘Rei do Bitcoin’, que Movimentou Esquema de R$ 1,5 Bilhão

  • Rede Record faz reportagem especial sobre “Rei do Bitcoin”
  • Empresário é acusado de movimentar R$ 1,5 bilhão em golpe com criptomoedas
  • Vídeo mostra Cláudio Oliveira sendo preso pela Polícia Federal em Curitiba – PR

Logo após a prisão do empresário Cláudio José de Oliveira acontecer na última segunda-feira (9), o Domingo Espetacular mostra cenas exclusivs da Operação Daemon.

Também conhecido como “Rei do Bitcoin”, Cláudio Oliveira foi detido em uma mansão localizada em Curitiba – PR. Além dele, a operação policial prendeu temporariamente mais cinco pessoas, investigadas por envolvimento com o esquema de R$ 1,5 bilhão.

Assim, no vídeo da Rede Record é possível entender como funcionava o esquema do “Rei do Bitcoin”, que operava o Grupo Bitcoin Banco (GBB) no Brasil, um conglomerado de exchanges de criptomoedas.

Rei do Bitcoin no Domingo Espetacular

Neste domingo (11) o caso do Rei do Bitcoin ganhou uma reportagem especial no Domingo Espetacular. De acordo com a matéria, mais de sete mil pessoas foram lesadas pelo negócio mantido por Cláudio Oliveira.

Com a promessa de lucro através de operações de arbitragem com Bitcoin, o empresário movimentou R$ 1,5 bilhão em exchanges como NegocieCoins e FlowBTC, que faziam parte do GBB.

No vídeo, policiais invadem o endereço de Cláudio Oliveira em Curitiba – PR na manhã da última segunda-feira (9), em busca de prender preventivamente o empresário por trás do Grupo Bitcoin Banco.

Aos gritos de “Polícia Federal“, Cláudio foi detido e encontra-se preso atualmente. Segundo a investigação, ele pode responder por crimes como estelionato, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular.

Em entrevista ao Domingo Espetacular, o delegado Filipe Hille Pace explica que o GBB mantinha um sistema próprio de gerenciamento de transações com criptomoedas que aconteciam nas exchanges controladas pelo grupo.

“O grupo criou um instrumento interno que somente ele podia manipular, garantir que aquele valor tava (sic) ali na plataforma. Então, a pessoa acreditava porque ela tava na plataforma do grupo que ela tinha ‘x’, amanhã ela tinha ‘x+1’, e no outro dia, ‘x+3’.

Só que a partir do momento que os recursos ingressavam nas contas do Grupo Bitcoin Banco ou ingressavam nas carteiras de criptomoedas do Grupo Bitcoin Banco, lá dentro havia uma verdadeira confusão patrimonial. E aqueles valores eram usados conforme o senhor Cláudio Oliveira desejava.”

Prisão durante Operação Daemon

Conforme noticiou o Coingape, a prisão de Cláudio Oliveira aconteceu durante a Operação Daemon, que foi deflagrada pela Polícia Federal do Paraná, que cumpriu um mandado de prisão preventiva e cinco temporários.

Além disso, no total foram expedidos 22 mandados de busca e apreensão, em endereços ligados aos investigados pela operação policial. Durante a coletiva de imprensa sobre o caso, a Polícia Federal afirmou que não encontrou criptomoedas em posse do Rei do Bitcoin.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 217 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @