MasterCard Em Conversas Com o Banco Central da China para dar Suporte Global às Transações do “Yuan Digital”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Maio 7, 2021 Updated Maio 7, 2021

MasterCard Em Conversas Com o Banco Central da China para dar Suporte Global às Transações do “Yuan Digital”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Maio 7, 2021 Updated Maio 7, 2021

• Enquanto o PBoC lidará com o funcionamento local do Yuan Digital na China, a Mastercard facilitará a interoperabilidade para transações transnacionais.
• A Mastercard emitirá um cartão pré-pago permitindo que os usuários armazenem o Yuan Digital sem percalços.

Após testagem interna local suficiente, o banco central chinês está pronto para levar o seu Yuan digital para o mundo. De acordo com a notícia recente do South China Morning Post, a gigante de pagamentos Mastercard está atualmente com conversas com o PBoC para facilitar as transações transnacionais para o Yuan Digital.

Ling Hai, co-presidente da Ásia Pacífico na Mastercard confirmou o mesmo para a publicação baseada em Hong Kong. Ele disse que o PBoC é um dos muitos bancos centrais que está atualmente em discussões “para permitir uso transnacional de sua respectiva moeda digital”. Hai acrescentou:

“As moedas digitais de bancos centrais como a em testes piloto por Pequim poderiam circular fora de seus países e ser convertidas em moedas estrangeiras através de um cartão agindo como agente de conversão”.

A Mastercard irá oferecer um cartão pré-pago que permitirá que os usuários armazenem e convertam o Yuan Digital enquanto inicia quaisquer transações transnacionais. A empresa já conduziu esse experimento com a primeira moeda digital do mundo – The Bahamas Dollar.

Assim, um residente de Hong Kong pode converter o dólar local em Yuan Digital e ainda reduzir a necessidade de conversão de moedas.

Mantendo a Interoperabilidade Enquanto Garante Pagamentos Transnacionais

O co-presidente da Mastercard Hai disse que os bancos centrais podem focar em questões domésticas para garantir o funcionamento suave de sua moeda soberana. A Mastercard garantirá a interoperabilidade com os pagamentos saindo das fronteiras do país. Hai acrescentou:

“Para nós, dar suporte a uma moeda de banco central é semelhante a adicionar outra fiat em nossa rede. A conversão em um híbrido de fiat e moeda digital poderia ser a chave para ampliar a aceitação dos comerciantes às moedas digitais de bancos centrais.”

O PBoC já está trabalhando com alguns bancos centrais na região da Ásia Pacífico. Sob esse projeto de CBDC “Ponte” o banco central chinês se uniu com o banco central dos EAU e o Banco da Tailândia para explorar transações transnacionais com o Yuan Digital.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
1795 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story