Mercado Bitcoin arrecada criptomoedas para ajudar Petrópolis

.
Por Paulo José
Publicados fevereiro 19, 2022 Atualizado fevereiro 19, 2022
By Paulo José
Published fevereiro 19, 2022 Updated fevereiro 19, 2022

Cerca de 120 pessoas perderam a vida em uma das maiores catástrofes vividas por Petrópolis recentemente, uma cidade que fica na região serrana do Rio de Janeiro.

Em busca de ajudar a cidade que vive a angústia de 116 pessoas que ainda estão desaparecidas, o Mercado Bitcoin lançou uma campanha para arrecadar doações em criptomoedas.

De acordo com a campanha de arrecadação, as doações serão destinadas para o “Centro Educacional Terra Santa”, uma entidade local que ajuda vítimas da enchente que devastou Petrópolis-RJ nesta semana.

O Mercado Bitcoin disponibilizou uma carteira digital onde os usuários podem enviar doações em bitcoin para ajudar a cidade fluminense. Além de bitcoin, a exchange aceitará doações em outras criptomoedas, como ethereum, USDC e Tether (USDT).

Todo o valor arrecadado em criptomoedas será convertido pelo Mercado Bitcoin em dinheiro, antes de repassar a doação para a instituição que gerenciará os valores recebidos.

Leia Mais: Polícia prende investidor em Angra dos Reis

Outras empresas participam da ação além do Mercado Bitcoin, como Foxbit, OWS, Coingoback e Timeslab. Qualquer valor em criptomoedas poderá ser doado para os endereços divulgados pelo Mercado Bitcoin no Instagram.

“O Mercado Bitcoin está realizando uma ação solidária para arrecadar doações para o socorro às vítimas das enchentes em Petrópolis, na região metropolitana do Rio de Janeiro.”

Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
Paulo José
456 Artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story