NFT mais caro do mundo foi vendido por R$ 516 milhões no mercado

By Paulo José
Published Dezembro 28, 2021 Updated Dezembro 28, 2021

NFT mais caro do mundo foi vendido por R$ 516 milhões no mercado

By Paulo José
Published Dezembro 28, 2021 Updated Dezembro 28, 2021

O mercado crypto foi dominado pelos tokens não-fungíveis (NTF) em 2021, em um processo de tokenização de ativos que permitiu a integração da tecnologia blockchain com outros setores.

Desde artes digitais até momentos históricos do futebol, os NFTS representam um mercado em ascensão dentro da área crypto. Com uma movimentação anual que poderá atingir US$ 17,7 bilhões no ano, os tokens não fungíveis alcançaram preços de até R$ 516 milhões.

Esse é o caso do NFT “The Merge”, considerado o token não fungível mais caro já negociado no mercado crypto desde então. Criada pelo artista digital conhecido como Pak, a coleção de obra de arte digital foi vendida por US$ 91,8 milhões, ou ainda, mais de R$ 516 milhões, considerando a cotação atual para o dólar.

Com imagens de esferas em um fundo preto, o “The Merge” representa uma coleção de NFTs lançadas através da tecnologia blockchain. No total, existem quase 29 mil donos desse token não fungível.

Ao invés de possuir somente um dono, o “The Merge” foi dividido em 312.686 unidades que foram compradas por 28.983 colecionadores, em apenas 48 horas de negociação. Juntas, as peças do “The Merge” formam a coleção de tokens lançada em 2021 que bateu recorde no mercado crypto.

Além de representar um recorde para o mercado crypto, a venda do “The Merge” representa a obra de arte mais cara já negociada no mundo de um artista vivo, de acordo com o Gemini.

Ainda em 1986, a escultura chamada Rabbit, do artista Jeff Koons, foi vendida por US$ 91,1 milhões. Desde então, nenhuma outra obra de arte havia sido negociada por um valor acima, até o lançamento da “The Verge” em dezembro de 2021.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
456 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story