Salário em Bitcoin (BTC): Argentina Pode Pagar Trabalhadores com Criptomoedas


bitcoin as payment

Salário em Bitcoin (BTC): Argentina Pode Pagar Trabalhadores com Criptomoedas

  • Salário na Argentina poderá ser pago em Bitcoin
  • Criptomoeda deve ganhar status de meio de pagamento
  • Deputado apresenta projeto de lei sobre o BTC

Depois que o Bitcoin (BTC) foi apresentado como moeda nacional de El Salvador, a Argentina pode ser o próximo país sul-americano a reconhecer a criptomoeda, mas como forma de pagamento.

De acordo com o projeto de lei apresentado pelo deputado argentino José Luis Ramón nesta terça-feira (6), o país vizinho ao Brasil pode reconhecer o Bitcoin como uma moeda de pagamento. Dessa forma, a criptomoeda poderá ser amplamente utilizada para pagamentos de salários, produtos e serviços.

Caso o projeto do deputado seja aprovado, a proposta de lei prevê que as criptomoedas poderão ser usadas como forma de pagamento na Argentina, em busca de fortalecer a economia do país.

Bitcoin na Argentina

Embora o Bitcoin não seja reconhecido legalmente pela Argentina como uma reserva de valor, a criptomoeda pode ganhar o status de uma moeda de pagamento em breve.

No que depender do projeto de lei do deputado José Luís Ramón, a Argentina adotará as criptomoedas como forma de pagamento para salários, movimentando assim a economia local com Bitcoins.

Além de prestação de serviços, a proposta do parlamentar inclui pagamentos em Bitcoin para serviços de exportação. Dessa forma, a criptomoeda poderá ser adotada até em transações cambiais na Argentina.

“Apresentei um projeto de lei para que os trabalhadores em regime de dependência e exportadores de serviços tenham a opção de receber seu salário integral ou parcial em criptomoedas. A ideia é que eles possam fortalecer sua autonomia e conservar o poder aquisitivo de sua remuneração.”

País restringiu Bitcoin

Ao contrário do que apresenta o projeto de lei do deputado José Luís Ramón, recentemente a Argentina apresentou restrições em relação ao mercado de criptomoedas, sobretudo o Bitcoin.

Assim como noticiou o Metrópoles anteriormente, a Receita Federal da Argentina (AFIP) emitiu um comunicado sobre obter informações relacionadas a exchanges que atuam no país, intermediando a compra e venda de criptomoedas.

Por outro lado, entusiastas como José Luís Ramón busca um reconhecimento do Bitcoin na Argentina. Caso a lei seja aprovada, os trabalhadores podem escolher em receber o salário em dinheiro e ou em criptomoedas.

“Esta iniciativa surge da necessidade de promover uma maior autonomia e governação das remunerações, sem que isso implique perda de direitos ou exposição a situações de abuso no âmbito da relação de trabalho.”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 225 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @