SEC acusa 8 influenciadores de mídia social em golpe de manipulação de ações de US$100 milhões

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Dezembro 14, 2022 Updated Dezembro 14, 2022

SEC acusa 8 influenciadores de mídia social em golpe de manipulação de ações de US$100 milhões

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Dezembro 14, 2022 Updated Dezembro 14, 2022

De acordo com o último anúncio da SEC, ela acusou oito influenciadores em um golpe de manipulação de ações de US$100 milhões usando o Twitter e o Discord.

 

A Securities and Exchange Commission (SEC) acaba de anunciar que apresentará acusações contra oito influenciadores on-line em conexão com um esquema de fraude de valores mobiliários de US$100 milhões. Nesse esquema, os réus manipularam ações negociadas em bolsa usando as plataformas de mídia social como Twitter e Discord.

 

Pro Traders ou Manipuladores?

 

Em seu processo, que foi submetido ao Tribunal Distrital dos Estados Unidos para o Distrito Sul do Texas, a SEC busca liminares permanentes, restituição, juros de pré-julgamento e penalidades civis contra cada réu.

 

A SEC menciona especialmente Stefan Hrvatin, que atende pelo nome de usuário do Twitter “@LadeBackk”, pois além de enfrentar as acusações acima, ele também será impedido de negociar ações de centavos no mercado.

 

De acordo com o anúncio oficial da SEC, sete dos oito réus se anunciaram como traders talentosos e acumularam centenas e milhares de seguidores no Twitter e em salas de bate-papo de negociação de ações como o Discord, começando por volta do início de janeiro de 2020.

 

O Grande Esquema

 

Esses sete réus são acusados de comprar ações específicas e incentivar seus seguidores de mídia social consideráveis a comprar essas ações, publicando objetivos de preço ou tornando conhecido que estavam comprando, mantendo ou aumentando suas posições de ações nelas.

 

No entanto, a denúncia alega que, à medida que os preços das ações e/ou os volumes de negociação aumentavam nos títulos que estavam promovendo, os indivíduos vendiam regularmente suas ações sem sequer divulgar suas intenções de fazê-lo.

 

Posição oficial da SEC

 

Joseph Sansone, Chefe da Unidade de Abuso de Mercado da Divisão de Execução da SEC, declara oficialmente que,

 

Como nossa queixa afirma, os réus usaram as mídias sociais para acumular muitos investidores novatos e, em seguida, se aproveitaram de seus seguidores alimentando-os repetidamente com uma dieta constante de desinformação, o que resultou em lucros fraudulentos de aproximadamente US $ 100 milhões.

 

“A ação de hoje expõe a verdadeira motivação desses supostos fraudadores e serve como outro aviso de que os investidores devem ter cuidado com conselhos não solicitados que encontram on-line”, disse Sansone.

 

A investigação em andamento da SEC está sendo conduzida por Andrew Palid, David Scheffler e Michele T. Perillo, da Unidade de Abuso de Mercado (MAU).

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2956 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story