Sogro de Empresário de Criptomoedas Morre Após ser Baleado na Boca


Sogro de Empresário de Criptomoedas Morre Após ser Baleado na Boca

  • Sogro de empresário de Nova Friburgo – RJ ficou 19 dias internado
  • Homem foi atacado por genro com dois tiros na boca
  • Além de sogro e sogra, esposa do acusado foi morta

Depois de ficar 19 dias internado em estado grave em um hospital fluminense, Wellington Braga de Mello morreu nesta última quinta-feira (2). Também conhecido como Tom, a vítima foi atacada pelo próprio genro, Ricardo Pinheiro Jucá de Vasconcelos, que é tabelião e empresário de criptomoedas.

O crime aconteceu no dia 13 de agosto de 2021 em Nova Friburgo – RJ, e além de Tom, Ricardo assassinou a própria esposa, que estava grávida, e a sogra, durante uma suposta crise.

De acordo com a investigação sobre o caso, Ricardo Pinheiro atuava como tabelião na região, além de manter um negócio com criptomoedas. Com a morte do sogro, o acusado pode responder por triplo homicídio.

Empresário de criptomoeda mata família

No dia 13 de agosto de 2021, o empresário Ricardo Pinheiro atacou três pessoas com uma arma de fogo. O ataque aconteceu no bairro Cônego, em Nova Friburgo – RJ.

Se responder pelos crimes, Ricardo Pinheiro pode ser acusado de ter matado Rosemary Gomes de Mello, de 67 anos. A sogra do empresário de criptomoedas foi encontrada sem vida pelos policiais no primeiro andar da residência da família.

Além dela, a juíza de paz Nahaty Gomes de Mello também foi morta a tiros pelo acusado. O único sobrevivente do crime, até então, era Wellington Braga, que morreu recentemente.

Sogro atingido por disparos na boca

Segundo a investigação sobre o caso, foi Wellington Braga quem acionou a polícia. Mesmo atingido por dois disparos na boca, o sogro do acusado explicou às autoridades como o ataque aconteceu.

Wellington disse que Ricardo estava em surto no momento que atacou toda a família. Depois de ficar 19 dias internado, Wellington Braga não resistiu aos ferimentos.

Enquanto isso, o empresário de criptomoedas Ricardo Pinheiro continua detido no Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros. A Justiça determinou que ele seja transferido para o presídio de Bangu, logo após julgar que não existem elementos que comprovem a condição de perturbação mental do acusado.

Em defesa, o advogado de Roberto Medeiros alega que o atestado da Justiça foi baseado no registro de porte de arma obtido pelo empresário de criptomoedas meses antes do ataque.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 181 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @