Artista Transforma Cocaína em NFT e Vende Um Quilo da Droga por R$ 105 Mil

By Paulo José
Published Setembro 23, 2021 Updated Setembro 23, 2021
Token de cocaína

Artista Transforma Cocaína em NFT e Vende Um Quilo da Droga por R$ 105 Mil

By Paulo José
Published Setembro 23, 2021 Updated Setembro 23, 2021
  • Artista colombiano cria arte digital que remete a cocaína
  • Tablets foram transformados em tokens
  • ‘Um quilo’ de criptococaína pode custar R$ 776

Cerca de mil quilos de cocaína foram transformadas em tokens não-fungíveis pelo artista colombiano Camilo Restrepo. Com vendas através da plataforma OpenSea, a arte digital está sendo negociada por até R$ 105 mil no mercado.

No total, o artista disponibilizou mil pacotes digitais de cocaína com uma tonelada. Ele usou a tecnologia blockchain para registrar a arte digital como um token NFT, antes de comercializar a coleção.

Lançada em junho de 2021, a coleção de tokens que reproduzem uma barra de cocaína podem alcançar valores de até R$ 105 mil, ou ainda, 6,66 unidades de Ethereum (ETH).

Cocaína vira NFT

A coleção lançada pelo artista colombiano Camilo Restrepo é chamada de “a Ton of Coke”. Com uma emissão total de mil unidades do token que criou uma versão digital de tabletes de cocaína.

Com o NFT mais caro sendo vendido por 6,66 ETH, o token foi negociado no dia 17 de setembro através da OpenSea. Essa unidade da coleção “a Ton of Coke” recebeu este alto valor devido ao número de série registrado nela.

Antes disso, alguém ofereceu 0,666 pelo token e teve o lance inicial recusado pelo artista. Com a numeração 666/1000, o NFT foi vendido por um valor dez vezes maior que o lance inicial.

Uma quilo de cocaína por R$ 776

Enquanto o token da “a Ton of Coke” mais caro foi negociado por R$ 105 mil, a unidade mais barata da coleção pode ser adquirida por cerca de 0,049 ETH no mercado.

Polícia Prende Líder de Empresa de Bitcoin e Encontra R$ 20 Milhões em ‘Dinheiro Vivo’

Ou seja, o token que reproduz ‘um quilo de cocaína’ é avaliado em aproximadamente R$ 776 no mercado, considerando a cotação do Ethereum (ETH) nesta quarta-feira (22).

NFT de cocaína é vendido por R$ 776 (Fonte/OpenSea)

Em tom de protesto, Camillo Restrepo anunciou a coleção nas redes sociais como “criptococaína”. Além disso, o artista colombiano disse que é a primeira vez que um lote de cocaína poderá ser rastreado.

“A ToN oF Coque consiste em 1.000 embalagens de um quilo de criptococaína vendidas individualmente. Cada quilo virtual é identificado por um número de série consecutivo que o torna único. Pela primeira vez, ‘um ToN de coque’ flutuando em mar aberto pode ser legalmente detido e sua propriedade legalmente verificada.”

Lembrando que o projeto que transformou tablets de cocaína em NFTs não faz apologia às drogas e trata-se de arte digital.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
290 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story