Bolsa de Valores do Brasil (B3) Começa a Negociar Ethereum (ETH) por R$ 50 Através de ETF


Bolsa de Valores do Brasil (B3) Começa a Negociar Ethereum (ETH) por R$ 50 Através de ETF

  • Hashdex lança nesta quarta-feira (18) um ETF 100% Ethereum
  • Bolsa de valores vai negociar ETH através de fundo
  • Cada cota do ETH11 é negociada por R$ 50

Em busca de diversificar a oferta de produtos relacionados a investimentos em criptoativos, a gestora de recursos Hashdex anuncia o lançamento oficial do Hashdex Nasdaq Ethereum ETF (ETHE11) na bolsa de valores do Brasil (B3) nesta quarta-feira (18).

Com 100% de exposição ao Ether (ETH) – que pertence a rede Ethereum – as negociações do novo ETF da Hashdex foram inauguradas hoje através da B3 com cotas de R$ 50, logo após a recente aprovação do fundo pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Conhecida como um dos principais ecossistemas que agregam smart contracts, projetos de Finanças Descentralizadas (DeFi) e emissão de novos tokens, a rede Ethereum representa a evolução contínua do mercado financeiro disruptivo.

Atrás apenas do Bitcoin (BTC), o ETH é considerado o segundo maior criptoativo em volume de capitalização do mercado, sendo avaliado atualmente em US$ 364 bilhões, segundo dados do TradingView.

De acordo com entrevista de Roberta Antunes a Exame, Chief of Growth da Hashdex, a tecnologia blockchain por trás da rede Ethereum pode ser apontada como a base tecnológica que permeia as transformações basilares vivenciadas pelo mercado de criptoativos nos últimos anos.

“Esse ETF de Ethereum é uma nova forma de dar exposição a esse ativo que gostamos muito, que é uma grande evolução tecnológica e que tem tudo para ser a base de onde a tecnologia do novo fintech, DeFi, smart contracts, vão ser construídos em cima.”

Evolução do ETH no mercado

Existem mais de sete mil criptoativos no mercado e a escolha do Ethereum para compor integralmente o terceiro ETF lançado pela Hashdex está relacionada também à capacidade evolutiva do preço do ETH.

Somente nos últimos doze meses, o preço do Ether acumulou uma valorização de 593,5% no mercado, considerando dados atualizados do CoinMarketCap. Enquanto isso, a cotação do bitcoin teve um aumento de 256,1% no mesmo período.

Para Roberta Antunes, o Hashdex Nasdaq Ethereum ETF permite uma exposição de investimento direto na altcoin mediante um fundo regulado pela CVM, onde o desempenho do ETH pode beneficiar o investidor.

“Oferecer acesso ao Ethereum é oferecer ao investidor a possibilidade de capitalizar em cima do crescimento dessa infraestrutura pra essa nova tecnologia que está crescendo, que é a blockchain.”

Além do ETF de Ethereum (ETHE11), que será negociado a partir de hoje na B3, a gestora de fundos Hashdex lançou no dia 5 de agosto de 2021 o Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Price Fundo de Índice (BITH11).

ETF de Bitcoin (BTC) por R$ 50 é Lançado na Bolsa de Valores pela Hashdex

Considerado o primeiro ETF de Bitcoin sustentável do Brasil, o fundo anunciado na bolsa de valores possui exposição 100% em Bitcoin (BTC) e foi projetado para compensar a emissão de carbono resultante da mineração de dados dos criptoativos que compõem o BITH11.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 213 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @