ETF de Criptomoedas Derrete 43,7% Logo Após Lançamento na Bolsa de Valores (B3)

By Paulo José
Published Julho 6, 2021 Updated Julho 6, 2021

ETF de Criptomoedas Derrete 43,7% Logo Após Lançamento na Bolsa de Valores (B3)

By Paulo José
Published Julho 6, 2021 Updated Julho 6, 2021
  • Primeiro ETF de criptomoeda caiu mais de 43% no primeiro trimestre de negociação na B3
    ETF Hash11 possui patrimônio total de quase R$ 1,5 bilhão
    Fundo investe em Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Stellar, Chainlink, Filecoin e Uniswap

Em breve o ETF de criptomoedas Hash11 completará três meses de negociações na Bolsa de Valores do Brasil, a B3. E desde seu lançamento no final de abril de 2021, o fundo teve uma grande desvalorização de 43,7%.

Embora o Hash11 seja considerado um dos maiores ETFs em negociação atualmente na B3, a cota do fundo de investimentos está sendo negociada hoje por R$ 32,25, segundo dados do TradingView.

No entanto, logo após ser lançado na Bolsa de Valores há alguns meses, o ETF da Hashdex atingiu quase R$ 58, o que representa, até então, o recorde de preço do fundo composto por criptomoedas como o Bitcoin.

ETF de criptomoedas na bolsa

Considerado o primeiro ETF de criptomoedas apresentado em uma bolsa de valores, o Hash11 foi lançado em abril e representa atualmente um patrimônio de quase R$ 1,5 bilhão.

No momento em que foi lançado, o preço do Bitcoin estava sendo cotado acima de US$ 50 mil no mercado. Dessa forma, a performance da criptomoeda influenciou diretamente no preço da cota do ETF de criptomoeda.

Naquele instante, a cota do ETF da Hashdex foi cotada em quase R$ 50, logo após a apresentação do fundo de investimentos na Bolsa de Valores do Brasil. Pouco tempo depois, a cota se aproximou de R$ 58.

Porém, com a desvalorização do BTC nos últimos meses, o valor da cota de ETF da Hashdex derreteu no mercado. Atualmente, o preço da cota está em R$ 30, sendo que o valor estimado para essa terça-feira (6) é de R$ 32,20, segundo a Hashdex.

Portanto, considerando a cotação máxima atingida pelo ETF de criptomoedas da Hashdex no final de maio de 2021, é como se o fundo tivesse perdido 43,7% de valor nos últimos três meses.

Cotação ETF da Hashdex
Gráfico mostra preço de ETF Hash11 (Reprodução/TradingView)

Composição do ETF

Segundo o site do ETF Hash11, o fundo segue o índice conhecido como Nasdaq Crypto Index (NCI) para precificar o valor das cotas do ETF de criptomoedas que foi lançado no Brasil.

Dessa forma, a composição do ETF da Hashdex obedece a mesma proporção de criptomoedas encontradas na cesta do NCI. A maior parte do fundo está alocada em Bitcoin (BTC), que representa atualmente 64,23% de todo o patrimônio do ETF.

Logo em seguida, a Ether (ETH) é a segunda criptomoeda com maior exposição ao fundo, e corresponde a 31,01% do patrimônio total. Além do BTC e do ETH, o ETF da Hashdex possui uma baixa exposição em outras criptomoedas, como Litecoin (LTC), Chainlink (LINK), Uniswap (UNI), Filecoin (FIL) e Stellar (XLM).

Cesta de criptomoedas do ETF Hash11
Criptomoedas que fazem parte do NCI da Nasdaq (Reprodução/Hashdex)

Conforme noticiou o Coingape anteriormente, esse não é o único ETF de criptomoedas apresentado na Bolsa de Valores recentemente. Além do Hash11, os investidores podem negociar BTC através de um ETF 100% em Bitcoin na B3, e que possui cotas a partir de R$ 10.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
292 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story