O governo pode rastrear o Bitcoin ou é realmente anônimo?

Por Guilherme de Faria Martins da Silva
Publicados Abril 21, 2023 Atualizado Abril 21, 2023
By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Abril 21, 2023 Updated Abril 21, 2023

O Bitcoin usa a tecnologia blockchain que permanece totalmente aberta e acessível a todos. Devido à natureza da transparência da blockchain, os fluxos de dinheiro podem ser facilmente rastreados. Mas o governo pode rastrear o bitcoin?

O governo pode rastrear o Bitcoin, ou é anônimo?: Um aspecto central do Bitcoin desde a sua criação sempre foi a privacidade. O Bitcoin existe originalmente como uma forma peer-to-peer de dinheiro digital que mantém a privacidade através do anonimato das chaves públicas. O Bitcoin notoriamente concede privacidade aos seus usuários, alavancando os ideais de segurança e autonomia em um mundo digital que parece extremamente desprovido de ambas as coisas. Mas o governo pode rastrear o Bitcoin?

Desde 2013, vários estudos foram realizados que analisam o rastreamento de transações Bitcoin e suas identidades associadas. Embora seja possível criar um certo grau de anonimato com criptomoedas, o envio de transações completamente anônimas através do blockchain do Bitcoin permanece impossível.

Principais conclusões:

  1. O Bitcoin usa a tecnologia blockchain que permanece totalmente aberta e acessível a todos. Devido à natureza da transparência da blockchain, os fluxos de dinheiro podem ser facilmente rastreados.
  2. Governos e autoridades policiais podem usar documentos KYC carregados em uma exchange para identificar o remetente e o destinatário das transações Bitcoin.

As transações de Bitcoin são rastreáveis?

Especialistas descobriram que o Bitcoin é pseudônimo em vez de anônimo. Cada Bitcoin tem uma chave pública e um código de chave privada. Enquanto o primeiro o identifica na blockchain, sem o segundo não se pode enviá-lo de uma carteira digital para outro. Isso se deve à maneira como o criador desconhecido construiu o Bitcoin. Essas funções visam cortar o terceiro confiável da transação e permitir que as duas partes façam transações sem confiança.

No Bitcoin, cada transação é criptograficamente marcada com data e hora e gravada em um livro-razão digital imutável ou imutável. O gasto duplo não é possível, pois a informação é publicamente visível. Isso significa que cada transação Bitcoin pode ser facilmente rastreada a partir do momento em que o token foi criado. No entanto, a identidade do proprietário não é revelada.

No Bitcoin, a prova de propriedade vem na forma do código da chave privada, que também é necessário para iniciar uma transação e enviar o Bitcoin para outra pessoa. Uma vez enviado, o código é queimado e um novo é criado quando o BTC é recebido. Assim, os proprietários do Bitcoin estão escondidos atrás de um código de chave pública, e a prova de posse é fornecida pelo código de chave privada. Deve-se notar, no entanto, que possuir o código de chave privada não é o mesmo que propriedade legal.

Um usuário pode rastrear o valor enviado e os endereços em uma transação. No entanto, essas transações só podem ser rastreadas até a chave pública do usuário, que não fornece nenhuma informação pessoal ou identificação do mundo real. Em outras palavras, os exploradores de blockchain podem ajudar a rastrear transações e obter endereços de carteira, mas não conseguem encontrar a identidade vinculada ao endereço. Isso concede aos usuários do BTC pseudo-anonimato.

As transações de Bitcoin são realmente anônimas?

Somente a chave pública, que é uma cadeia de caracteres alfanuméricos, pode ser usada para identificar transações na blockchain. Isso significa que ninguém pode determinar a identidade do mundo real por trás das chaves públicas, mesmo que eles possam olhar para as transações e suas participações. No entanto, isso muda quando se precisa trocar sua criptomoeda por dinheiro ou outros tokens ou obter um cartão de débito de criptomoeda.

Para fazer isso, os usuários de criptomoedas precisam se registrar em uma exchange centralizada de criptomoedas, banco cripto ou aplicativo descentralizado. No entanto, a maioria dessas plataformas exige que novos usuários concluam um processo de KYC. Ao fazer isso, pode-se criar um link entre dados do mundo real e a chave pública de uma carteira. Qualquer indivíduo pode usar essas informações para explorar e descobrir facilmente detalhes sobre a identidade da pessoa por trás da chave pública de uma determinada carteira.

O governo pode rastrear o proprietário do Bitcoin?

As transações em Bitcoin são facilmente acessíveis pelo público devido à natureza transparente da tecnologia blockchain. O governo pode usar as autoridades policiais para ver o que acontece na blockchain do Bitcoin. Isso abre oportunidades para autoridades como o Federal Bureau of Investigation (FBI) e o Internal Revenue Service (IRS) rastrearem a propriedade do Bitcoin.

As autoridades podem simplesmente analisar os endereços BTC para transações para descobrir de onde veio e onde chegará. Como muitos usuários do BTC revelam sua identidade em algum momento, as entidades governamentais podem rastrear a propriedade do Bitcoin sempre que as transações chegarem a esse ponto. Com essas informações, os governos podem impor obrigações fiscais sobre o Bitcoin e outras criptomoedas.

O governo pode rastrear o Bitcoin?

Autoridades como a polícia, o IRS ou o FBI podem rastrear o Bitcoin. No entanto, os executores não podem identificar diretamente as partes envolvidas em uma transação BTC. Em vez disso, eles podem tentar observar e analisar os movimentos do BTC e os padrões correspondentes em um esforço para traçar o perfil, anonimizar e identificar aqueles que estão transacionando.

É um fato que nem todas as transações de Bitcoin têm uma ligação com atividades criminosas. No entanto, executores como a polícia e outras entidades estão sempre à procura de pessoas ou organizações que usam criptomoedas como o Bitcoin para fins ilícitos, como fraude e lavagem de dinheiro. As agências responsáveis pela cobrança de impostos também querem rastrear proprietários, comerciantes e investidores de BTC para aumentar os impostos deles.

Certas empresas, como a Chainalysis, podem fornecer serviços para análise e monitoramento de blockchain. Eles podem determinar se certas transferências de Bitcoin entre carteiras têm uma ligação com atividades criminosas ou não. Eles podem compartilhar esses dados com as autoridades para ajudar os investigadores a rastrear certos fundos cripto em nível internacional.

Qualquer pessoa pode ter uma carteira Bitcoin anônima?

Embora seja possível ter uma carteira Bitcoin anônima, não é suficiente para garantir o anonimato. Quando uma transação ocorre, um link entre uma carteira e a identidade se desenvolve. Tornou-se cada vez mais desafiador realizar transações de forma completamente anônima. devido ao endurecimento das regras KYC para exchanges em todo o mundo.

No entanto, existem certas carteiras de criptomoedas que permitem que os usuários operem completamente anonimamente. Um exemplo disso é a carteira Electrum, que os usuários também podem integrar a uma carteira de hardware. No entanto, não servirá ao propósito da carteira anônima que recebeu BTC de uma exchange com KYC.

As transações de Bitcoin podem ser anônimas?

Existem certas maneiras de contornar as limitações, mas elas geralmente são técnicas e caras. Pode-se configurar um protocolo especial para ocultar a origem da transferência. Uma vez que isso esteja completo, o usuário tem que percorrer regularmente diferentes carteiras para obter o anonimato. Outra maneira de manter o anonimato ao usar o BTC é comprá-lo com dinheiro usando um caixa eletrônico Bitcoin.

Palavras Finais

O Bitcoin é pseudônimo por natureza, pois depende de identificadores públicos que nem sempre estão com identidades cívicas. Isso torna as transações de Bitcoin diferentes daquelas que envolvem dinheiro ou transferências digitais convencionais. Assim, o anonimato não é uma função da tecnologia Bitcoin ou blockchain. No entanto, é uma conquista prática que se baseia na ligação crucial entre identidades cívicas e endereços Bitcoin.

Perguntas Freqüentes

  1. O Bitcoin é realmente anônimo?

Bitcoin fornece um nível aceitável de privacidade, bem como qualquer outra forma de dinheiro. No entanto, não é anônimo e não oferece o mesmo grau de privacidade que o dinheiro, pois deixa extensos registros públicos.

  1. O governo pode rastrear para quem o Bitcoin é enviado?

O governo pode rastrear o Bitcoin e suas transações, pois elas são armazenadas em um livro-razão público. Tudo o que ele precisa fazer é vincular o detentor do BTC à sua carteira ou transação.

Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
Guilherme de Faria Martins da Silva
3337 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story