Indicadores de Baleia do Bitcoin (BTC) Sugerem que o Pior Já Passou, A Corrida Altista Continua


Indicadores de Baleia do Bitcoin (BTC) Sugerem que o Pior Já Passou, A Corrida Altista Continua

O Bitcoin (BTC) passou dos níveis de US$51.000 e estava em 5% no momento que esse artigo foi escrito. No momento da publicação, o BTC estava sendo negociado em US$51.402 com uma capitalização de mercado de US$945 bilhões.

O CEO da CryptoQuant e analista popular de Bitcoin Ki-Young Ju aponta que dois dos maiores indicadores sugerem que o pior já passou e que a corrida altista do Bitcoin deve continuar adiante.

1. BTC: Todas As Médias de Influxo nas Exchanges

Essa métrica oferecida pela CryptoQuant mostra a quantia média de Bitcoins depositados em todas as exchanges. Essa métrica mostra os depósitos de Bitcoin em uma média móvel de 24 horas. Conforme a CryptoQuant afirma:

“No gráfico de média móvel de 144 blocos, se esse indicador passar de 2 BTC durante o aumento, é provável que aconteça despejo de Bitcoin pelas baleias. Se ele ficar em menos de 2 BTC logo após a queda, isso quer dizer que as baleias vítimas estão depositando nas exchanges, mas não estão vendendo.”

Esses são dados baseados nas tendências históricas dos últimos três anos. De acordo com o último gráfico no tweet acima compartilhado por Ju, a média de influxo de BTC em todas as exchanges caiu para 1.0 sugerindo que não haverá despejo em massa adiante.

2. BTC: Razão Exchange Baleias

Essa métrica verifica o tamanho relativo dos principais 10 influxos em relação aos influxos totais. A razão de baleias está normalmente abaixo de 85% durante o mercado altista. No entanto, no caso de um mercado baixista ou despejo em massa por baleias, ela fica acima de 85%. A razão exchange baleias no segundo gráfico por Ju mostra que está atualmente em 84%.

Bem, o tweet por Ju foi feito há uma hora atrás e o Bitcoin acrescentou US$1.000 ao seu preço durante o mesmo período. Isso é prova do fato do quão poderosos têm sido esses indicadores. Hoje mais cedo, Ju também tweetou:

“Baleias estão acumulando $BTC. Elas estão fazendo muitas armadilhas de urso ultimamente, mas o preço parece estar recuperando o nível de compra institucional, US$48 mil. Olhando para os fluxos de saída recentes da Coinbase, a maioria dos fluxos de saída que foram para carteiras de custódia estavam no preço de US$48 mil.”

Na terça-feira, 2 de março, quase 12.000 BTC foram tirados da Coinbase.

Outro indicador altista de acordo com dados da Skew Analytics mostra que a volatilidade implícita do Bitcoin agora voltou para níveis do começo de janeiro, antes da corrida altista anterior.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Guilherme de Faria Martins da Silva
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Publique seu comentário...
Guilherme de Faria Martins da Silva 1570 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Follow Guilherme de Faria @