O Ethereum[ETH] Celebra 10.000.000 Blocos, Especulações Aumentam Sobre a Data de Lançamento do Eth 2.0


Imagem: Forbes

O Ethereum[ETH] Celebra 10.000.000 Blocos, Especulações Aumentam Sobre a Data de Lançamento do Eth 2.0

A comunidade do Ethereum celebrou um marco grande na segunda-feira, 4 de maio de 2020 com o bloco de número 10 milhões minerado na blockchain. O evento apresenta um momento agridoce para o Ethereum, que começa seu movimento para o mecanismo proof-of-stake (PoS) em julho (quaisquer outros atrasos futuros pendentes) mudando do mecanismo proof-of-work (PoW) empregado pelo Bitcoin. No entanto, há dúvidas sobre o lançamento da “Fase 0” e possível taxa de inflação aumentando com o blockchain mudando para PoS.

O Ethereum no Bloco 10.000.000

O bloco de número 10.000.000 foi minerado no Ethereum em 4 de maio de 2020 01:22:13 PM +UTC definindo o número de blocos minerados na segunda maior blockchain em mais de 15 vezes mais do que o Bitcoin sendo 5 anos mais nova. No entanto, os tempos de bloco do Ethereum são bem mais rápidos do que os blocos do BTC, ou seja, numa média de 20 segundos em comparação com os blocos de 10 minutos do Bitcoin.

O tempo original definido para o ETH em seu whitepaper é de 12,4 segundo, mas devido à congestão da rede nos ajustes de tempo e dificuldade, o tempo subiu. Durante a corrida altista de 2017 quando o ETH ultrapassou a marca de $1.400, os tempos médios dos blocos subiu para 50 segundos na média.

Com a rede se movendo para os mecanismos de consenso PoS, tais questões serão algo do passado. No entanto, a complexidade da implementação do ETH 2.0 permanece um desafio chave para os desenvolvedores no momento.
O ETH 2.0 Fase 0 pode ser lançado em julho?

A muito esperada fase de teste do ETH 2.0 em julho pode não ser tão significativa como a comunidade espera em julho. De acordo com uma publicação da exchange BitMEX, o Ethereum 2.0 pode ser uma tarefa muito complicada de conseguir e pode até levar mais tempo do que a data esperada. O novo sistema está focado na resolução da questão da escalabilidade na blockchain usando sharding que irá dividir a rede em pedaços menores para permitir processamento de transações mais rápido.

Os dois principais problemas que os desenvolvedores do ETH enfrentam na implementação de protocolos de sharding são; os smart contracts existentes simplesmente não podem ir para uma rede dividida e o aumento definido da taxa de inflação do ETH com a transição do ETH 1 para o ETH 2.0 ocorrendo.

A questão central da divisão da rede

Numa tentativa de integrar os smart contracts atuais em redes divididas, os desenvolvedores terão que construir uma blockchain compatível do nada. Uma vez construído, então cada smart contract na cadeia ETH 1 transitará para a ETH 2.0 o que pode levar anos.

Para combater isso, o time de desenvolvimento facilitará a transição do ETH 1 para a ETH 2.0 ao usar simultaneamente ambas as versões e fundir as duas no futuro.

Um aumento da taxa de inflação?

Como as redes ETH 1 PoW e o modelo PoS ETH 2.0 estarão sendo executadas ao mesmo tempo, diversos validadores na cadeia incluindo mineradores e acumuladores precisarão se alimentar do mesmo pote. Isso é definido para aumentar a taxa de emissão do ETH durantes os anos levando a níveis de oferta de ETH aumentados e possível efeitos no preço.

“Portanto a taxa de inflação do Ethereum irá aumentar, pelo menos temporariamente, até que os dois sistemas eventualmente se fundam. Isso pode ser considerado uma desvantagem, mas esse pode ser um preço que vale a pena pagar para garantir uma transição bem-sucedida para o Eth2.”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Guilherme de Faria Martins da Silva
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Publique seu comentário...
Guilherme de Faria Martins da Silva 1574 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Follow Guilherme de Faria @