Os especialistas temem que a fusão Ethereum leve a uma guerra civil, eis a razão

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Agosto 6, 2022 Updated Agosto 6, 2022

Os especialistas temem que a fusão Ethereum leve a uma guerra civil, eis a razão

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Agosto 6, 2022 Updated Agosto 6, 2022

A data para o Ethereum merge aproxima-se rapidamente. Se tudo correr de acordo com o plano estabelecido pelos devs da ETH,  o merge terá lugar no dia 19 de setembro. 

 

Embora muitos sejam altistas com o Merge, alguns especialistas começam a temer se isso levaria a uma guerra civil no Ethereum. Kevin Zhou, da Galois Capital, revelou no Podcast Unchained de Laura Shin que espera pelo menos três hard forks do Ethereum pós-merge.

 

Jack Niewold, o fundador da Crypto Pragmatist, revelou que um sapo potencial poderia ser uma questão importante para questões de stablecoin como a USDT da Tether ou a USDC da Circle.

 

O que é a Merge do Ethereum

 

Ethereum, a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado, usou a prova de trabalho como seu mecanismo de consenso. No entanto, devido ao consumo de energia do sistema, decidiu mudar o mecanismo de consenso de prova de trabalho para prova de participação.

 

Diz-se que a iniciativa consiste em reduzir o consumo de energia do Ethereum em mais de 99%. O merge elimina os mineradores usados nos sistemas mais antigos e os substitui por validadores. 

 

Dificuldades do Merge

 

Num tema do Twitter, Jack Niewold, fundador da Crypto Pragmatist, revelou que a cadeia tem de fazer fork sem parar de trabalhar. Tal transição representa muitos riscos. Segundo Niewold, uma das maiores questões do Merge poderia ser de natureza tecnológica. Ele acredita que se a merge da rede principal não for suave, a cadeia pode parar.

 

Ele também descreve a questão logística da merge onde ela continua a ser adiada. Já houve vários incidentes de adiamento de eventos-chave da merge. No entanto, a maior questão é se os mineradores, que não terão uma operação de exploração de mineração pós-merge, decidirem fazer fork da cadeia.

 

Tal fork pode ser um problema importante para problemas de stablecoin que terão de fazer uma escolha entre as cadeias PoS e PoW. Amber Group, uma empresa de ativos digitais, revelou que os mineradores da Ethereum podem espalhar o caos nos dias que antecedem a merge. Acreditam que os mineradores pequenos podem pegar tanta receita quanto possível.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2454 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story