São Paulo aceitará criptomoedas como forma de pagamento para ingressos

By Paulo José
Published Janeiro 8, 2022 Updated Janeiro 8, 2022
Atlético - MG lança criptomoeda

São Paulo aceitará criptomoedas como forma de pagamento para ingressos

By Paulo José
Published Janeiro 8, 2022 Updated Janeiro 8, 2022

Enquanto o time do Vasco da Gama se prepara para lançar uma coleção de tokens NFTs no mercado cripto, o São Paulo deverá aceitar criptomoedas como forma de pagamento para ingressos de jogos do clube.

De acordo com anúncio recente do time de futebol do São Paulo, o Morumbi será o primeiro estádio do mundo a adotar as criptomoedas como forma de pagamento. A novidade é resultado de uma parceria entre o clube paulista e a exchange mexicana Bitso.

Em busca de se consolidar no mercado cripto brasileiro, a Bitso também patrocinará o time de futebol do São Paulo. No total, a parceria entre a exchange e o clube poderá durar até três anos.

Segundo comunicado de Eduardo Toni, diretor-executivo de marketing do São Paulo, a negociação com criptomoedas poderá ser inaugurada ainda durante o Paulistão 2022, que começará em breve.

Assim como o Vasco, que lançará ingressos em forma de NFTs, a novidade do São Paulo deverá ser integrada nas próximas semanas. Tudo indica que a partir do final de janeiro de 2022, já será possível comprar ingressos para jogos do time utilizando saldo em criptomoedas.

“O Morumbi será o primeiro estádio do mundo a aceitar pagamentos com criptomoedas. Além da venda de ingressos, os serviços também poderão ser comercializados com criptomoedas em breve.”

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
353 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story