Corinthians Lança Oficialmente Criptomoeda e Atlético-MG Usa Blockchain para Criar Camisa de Time


Corinthians Lança Oficialmente Criptomoeda e Atlético-MG Usa Blockchain para Criar Camisa de Time

  • Atlético-MG vendeu cem mil “camisas blockchain” em apenas quatro dias
  • Lançamento da criptomoeda do Corinthians acontece nesta terça-feira (20)
  • Fan token do ‘Timão’ será criado pela mesma empresa que desenvolveu projeto do Galocoin

Logo após o bem-sucedido lançamento de tokens NFTs no mercado, o time de futebol Atlético-MG usou a tecnologia blockchain mais uma vez para criar uma camisa de edição especial do clube de futebol mineiro.

Assim, desenvolvida em parceria com a plataforma CollectID, a camisa “Manto da Massa 113” utiliza a tecnologia blockchain para criar uma identificação única para cada peça confeccionada.

Além da ‘camisa blockchain’ do Atlético-MG, o Corinthians se prepara para lançar oficialmente o fan token do time, que deverá ser apresentado ao mercado de criptomoedas nesta próxima terça-feira (20).

Camisa blockchain do Atlético-MG

Depois de vender mais de cem mil camisas em apenas quatro dias, o clube de futebol brasileiro Atlético-MG conseguiu criar uma peça de roupa que usa a mesma tecnologia do Bitcoin.

De acordo com o ColletcID, a venda da camisa “Manto da Massa 13” foi considerado o segundo maior lançamento de camisas de um time de futebol no mundo.

Em comemoração aos 113 anos do clube mineiro, a camisa usa a tecnologia blockchain para criar uma cadeia de rastreamento de dados, que garante a cada peça um número de série.

Camisa Blockchain do Atlético-MG (Reprodução/Manto da Massa)

Além de evitar falsificações, a tecnologia blockchain permite que cada torcedor receba uma versão digital da camisa do Atlético-MG. A inovação também permitirá uma interação maior entre o clube e os torcedores, através de conteúdos digitais.

“A camisa vencedora chega com tecnologia única, sendo a primeira camisa inteligente vendida no Brasil. Com a tecnologia collectID, cada camisa torna-se verdadeiramente única e é segura contra qualquer forma de falsificação. Os fãs recebem não apenas um produto físico, mas também uma versão digital diretamente em seu smartphone.”

Corinthians lança criptomoeda

Assim como o time de futebol Atlético-MG, que possui uma criptomoeda chamada Galocoin, o Corinthians está desenvolvendo um token que será lançado no mercado em breve.

Desenvolvido pela Socios.com, a mesma empresa que criou o Galocoin, a Timãocoin fará parte da plataforma que criou criptomoedas para os times do Barcelona, Milan, Juventus e Paris Saint-Germain.

Em entrevista ao Gazeta Esportiva, Duilio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, destaca a importância da criação da Timãocoin, a criptomoeda do time de futebol do Corinthians.

Para Alves, além de representar uma renda e investimento no Corinthians, o projeto de uma fan token permitirá uma interação maior entre o clube e os torcedores, com a criação de conteúdos digitais para 35 milhões de torcedores.

“Os fan tokens $SCCP darão aos torcedores dessa camisa histórica a chance de desfrutar de uma influência e um engajamento sem precedentes. Este é o início de algo especial para os torcedores, e estamos muito animados com o que será entregue para aos corintianos em todo o mundo.”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 218 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @