CPI da Pandemia Alerta que Propina em Criptomoedas foi Negociada em Compra de Vacinas

By Paulo José
Published Julho 7, 2021 Updated Julho 7, 2021
Blockchain HealthCare

CPI da Pandemia Alerta que Propina em Criptomoedas foi Negociada em Compra de Vacinas

By Paulo José
Published Julho 7, 2021 Updated Julho 7, 2021
  • Propina em criptomoedas foi negociada em compra de vacinas contra a Covid-19
  • Ex-assessor do Ministério da Saúde e policial militar são investigados
  • CPI da pandemia aponta tentativa de corrupção em  oferta de vacinas para rede privada

Logo após a CPI da Pandemia ser instaurada pelo Senado Federal Brasília – DF recentemente, o desdobramento das investigações sobre um esquema de corrupção mostra que uma propina em criptomoedas estava sendo negociada por um diretor do Ministério da Saúde e um policial militar, de acordo com o Metrópoles.

Embora a negociação suspeita não esteja relacionada à venda direta de vacinas para o Ministério da Saúde, a propina em criptomoedas foi oferecida em uma negociata de doses para a rede privada.

Segundo as mensagens encontradas no celular do policial Luiz Paulo Dominguetti, um pagamento em criptomoedas foi sugerido como forma de repasse para a venda superfaturada de vacinas contra o Novo Coronavírus.

Propina em criptomoeda para vacina

A oferta de vacinas contra a Covid-19 para a rede privada também foi alvo de especulação de preço por parte dos investigados na CPI da Pandemia. Conforme aponta a investigação, dois suspeitos negociaram a venda de imunizantes com direito a uma propina em criptomoedas.

Ainda no dia 9 de fevereiro, as negociações entre Marcelo Blanco, ex-diretor de logística do Ministério da Saúde e Paulo Dominguetti mostram um diálogo sobre a oferta de vacinas pela rede privada.

Na conversa, os dois negociam o valor de cada dose da vacina Astrazeneca, que seria negociada em nome de empresas brasileiras. No total, cada dose do imunizante seria negociada por US$ 12,51.

Inicialmente, a oferta das doses de vacina aconteceriam para o Ministério da Saúde. No entanto, mais tarde Blanco tentou convencer sobre a oferta do imunizante para empresas interessadas em comprar a vacina.

Até então, 400 milhões de doses de vacina poderiam ser negociadas, de acordo com os planos dos envolvidos no esquema de negociação de imunizantes contra o Novo Coronavírus.

Assim, com dificuldades de encontrar um acordo comercial, os participantes da negociata sugeriram a venda das vacinas para a rede privada, e que até um pagamento em criptomoedas poderia garantir uma propina ao grupo.

Acompanhe ao vivo a investigação CPI da Covid no Senado Federal:

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
353 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story