Depois de El Salvador, Presidente da Argentina Reconhece Poder do Bitcoin e de Moedas Digitais


bitcoin payment
bitcoin payment

Depois de El Salvador, Presidente da Argentina Reconhece Poder do Bitcoin e de Moedas Digitais

  • Presidente da Argentina cita moedas digitais e criptomoedas em entrevista
  • País vizinho ao Brasil pode regulamentar pagamentos com Bitcoin
  • Fernãndez cita controle inflacionário do mercado cripto como um diferencial para a economia

Durante uma entrevista sobre a economia da Argentina para a rádio Caja Negra, o presidente Alberto Fernández reconheceu o poder exercido pelas criptomoedas diante da inflação de preços no mercado

Embora o presidente argentino não tenha anunciado o reconhecimento oficial do Bitcoin como uma moeda do país – assim como fez El Salvador recentemente – Fernández apresentou uma opinião pró-criptomoedas ao falar sobre moedas digitais.

Além do Bitcoin, o político falou sobre a legalização da maconha no país vizinho ao Brasil, pandemia e também sobre o uso de CBDCs, moedas digitais que são emitidas por Bancos Centrais.

Presidente da Argentina cita Bitcoin

Alberto Fernández reconheceu o potencial das criptomoedas diante de uma economia formal movimentada apenas por moedas fiduciárias. Sem comparar diretamente o Bitcoin com o peso argentino, o presidente daquele país destacou o controle da inflação como uma das principais características do mercado de criptoativos.

Por mais que as criptomoedas apresentem uma grande volatilidade de preços, para Alberto Fernández a inflação nesse mercado tende a ser mais controlada, devido a emissão limitada das principais criptomoedas, como o Bitcoin.

Na entrevista, o presidente argentino nega que possa reconhecer o Bitcoin como uma moeda oficial, assim como fez El Salvador. No entanto, Fernández disse que “não quero ir longe demais”, ao mesmo tempo em que reconhece que “não há razão para dizer ‘não'”, concluiu o político.

Criptomoeda engatinha

Enquanto fala sobre o controle inflacionário exercido por várias criptomoedas, o presidente da Argentina destacou que esse mercado ainda está em expansão, e por isso é difícil entender como é materializada a riqueza através do Bitcoin.

Ainda na entrevista, ele destacou que existem preocupações nesse mercado, como o enriquecimento ilícito através de crimes envolvendo o roubo de criptomoedas.

“Existe uma cautela porque é difícil de entender como esse dinheiro se materializa.”

Sem anunciar o reconhecimento do Bitcoin como moeda legal, Fernández pode regular os pagamentos que envolvem criptomoedas na Argentina. Além disso, o sistema de câmbio com criptoativos pode receber algum tipo de atenção do presidente.

“Estamos preocupados que (criptomoedas) sejam usadas para gerar lucros indevidos.”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 218 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @