Ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison, contrata ex-funcionária da SEC como advogada na investigação da FTX

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Dezembro 12, 2022 Updated Dezembro 12, 2022

Ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison, contrata ex-funcionária da SEC como advogada na investigação da FTX

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Dezembro 12, 2022 Updated Dezembro 12, 2022

Caroline Ellison, ex-CEO da Alameda Research, contratou um ex-funcionário da SEC como seu advogado na investigação federal sobre o colapso da FTX.

 

Em conexão com a investigação em andamento sobre o fracasso catastrófico da exchange de criptomoedas FTX e sua empresa de negociação Alameda Research, a ex-CEO da Alameda, Caroline Ellison, entrou em contato com um ex-funcionário da Securities and Exchange Commission (SEC) para ser seu advogado.

 

Advogado Um Grande Policial Cripto?

 

Stephanie Avakian, ex-chefe da divisão de fiscalização da SEC, também foi responsável por muitos dos processos de criptomoeda mais importantes da agência  durante seu mandato lá.

 

Antes de ingressar no escritório de advocacia WilmerHale, com sede em Washington DC, em 2020 – Stephanie atuou como diretora de execução da SEC por um total de quatro anos, durante os quais também atuou como vice-diretora.

 

Ela dividiu o papel de diretora com Steve Peikin, que atualmente representa a FTX em seu processo de falência. Durante seu tempo no cargo, o órgão regulador aumentou a quantidade de atividade de fiscalização dentro do setor de criptomoedas.

 

Conforme relatado anteriormente na CoinGape, a equipe de falências da FTX, o Congresso, os reguladores e os promotores de Manhattan estão investigando acusações de que bilhões de dólares em fundos de clientes depositados na bolsa acabaram sendo negociados pela Alameda, que é uma empresa comercial irmã com sede em Hong Kong do agora extinto império FTX.

 

Casos anteriores de Stephanie

 

Um dos casos que Stephanie analisou anteriormente foi o da Ripple Labs, uma startup de blockchain cujos fundadores foram acusados de gerar fraudulentamente US$1,3 bilhão através da venda de títulos não registrados apoiados por ativos digitais. A legalidade dos criptoativos como títulos ainda está em discussão na sequência do processo da SEC de 2020.

 

Além do setor de criptomoedas, Stephanie foi responsável por supervisionar as ações de fiscalização tomadas contra a General Electric, Robinhood Markets e Elon Musk, o novo proprietário do Twitter.

 

Negociação em andamento?

 

Sam Bankman-Fried, que fundou a FTX e atuou como CEO anterior, apontou o dedo da culpa para a Alameda em várias entrevistas com a mídia.

 

Em contraste, Ellison manteve seu silêncio até agora, dando crédito à noção de que ela pode estar negociando um acordo de cooperação com as autoridades relevantes.

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2956 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story