Fireblocks Levanta US$133 Milhões Com Investimento Estratégico Do Banco de Custódia Mais Antigo dos EUA BNY Mellon


Fireblocks Levanta US$133 Milhões Com Investimento Estratégico Do Banco de Custódia Mais Antigo dos EUA BNY Mellon

A Fireblocks, uma empresa de criptosegurança levantou US$133 milhões em sua rodada de investimento Série C liderada pela gestora de investimentos Coatue, empresa fintech Ribbit e empresa de crescimento de equity Stripes. Ela também recebeu um investimento estratégico do banco de custódia mais antigo dos EUA BNY Mellon.

O CEO da Fireblocks Michael Shaulov disse em uma declaração que,

“Estamos honrados em ter os principais VCs na Fintech e os parceiros estratégicos mais importantes para apoiarem nossa missão para refazer o ecossistema financeiro para os ativos digitais. O apoio financeiro deles garante a estabilidade de longo prazo, superioridade tecnológica e entrega de serviços para nossa base de clientes em crescimento exponencial.”

Em um momento que a maior parte das empresas de cripto estão querendo abrir o capital, a decisão da Fireblocks parece mais calculada para um crescimento melhor antes da abertura. A recente realização da rodada de investimentos Série C vem apenas alguns meses após fechar uma rodada de investimentos Série B onde a startup de cripto assegurou US$30 milhões e levantou um total de US$179 milhões.

A Fireblocks oferece seus serviços de criptosegurança para custodiantes cripto e atualmente sua tecnologia está sendo usada para fazer a segurança de mais de US$400 milhões em ativos digitais principalmente devido à sua recente associação com o BNY Mellon que anunciou que ofereceria serviços de custódia de Bitcoin para seus clientes e dar segurança aos ativos cripto usando a tecnologia da Fireblock.

Serviços Cripto em Alta Demanda com a Adoção Mainstream Começando

A adoção mainstream de criptomoedas especialmente o Bitcoin começou onde os gigantes institucionais e empresas da fortune 500 começaram a usar o Bitcoin como ativo de hedging de tesouro e agora até mesmo gigantes financeiros e sistemas bancários que incluem a JP Morgan, Morgan Stanley e BNY Mellon ganhando exposição ao bitcoin nos últimos meses com base na demanda dos clientes.

Mais gigantes financeiros tradicionais se juntariam à crescente liga do Bitocin e a demanda por serviços relacionados a cripto seja de segurança ou custódia segura aumentaria significativamente. Isso é evidente para o valuation crescente de empresas cripto planejando abrir o capital ou atém mesmo as recentes rodadas de investimento para startups cripto que atraíram muitos pesos-pesados mainstream.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Guilherme de Faria Martins da Silva
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Publique seu comentário...
Guilherme de Faria Martins da Silva 1569 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Follow Guilherme de Faria @