Fluxo de Entrada de 13 mil BTC Coinbase Acende Rumores de Venda, Mas Não É O Que Parece


Fluxo de Entrada de 13 mil BTC Coinbase Acende Rumores de Venda, Mas Não É O Que Parece

Um fluxo de entrada de 13.000 BTC na Coinbase resultou em rumores de baleias vendendo suas propriedades de BTC. No entanto, descobriu-se que o enorme estoque de BTC faz parte de uma transferência interna de carteira. O mercado estava no caos quando os investidores começaram a acreditar, as baleias estavam enviando Bitcoin (BTC) para exchanges, mas descobriu-se que 13mil BTC fazia parte das transferências de carteira de 37 mil na Coinbase.

Leia mais: O Segundo Maior Banco dos Estados Unidos Abre Negociação de Futuros de Bitcoin

Após o crypto tracker, o Whale Alert tweetou uma atualização sobre uma criptobaleia anônima que tinha movido um número impressionante de Bitcoins (BTC), ou seja, mais de 13.000 Bitcoins para a Coinbase; a comunidade BTC foi atingida pelo pânico assumindo que uma corrida de baixista se aproximando. O custo de transação foi incrivelmente baixo enquanto a velocidade da transação permaneceu alta. Os encargos relativos à operação elevaram-se a 0,00011508BTCe a US$3,6 em fiat.

Os rumores de BTC podem não ser completamente falsos

Este ano, o preço do Bitcoin provou ser extremamente volátil, com uma subida de até US$65.000 em abril e uma queda desde maio e atualmente sendo negociado em US$31.393,13. O mercado de criptomoedas tinha ganho mais de US$3 trilhões de dólares, mas também perdeu mais de US$1 trilhão em 2021.

O Cerco chinês às cripto acabou sendo um dos principais desencadeadores da grande queda em maio. O governo da China lançou uma repressão em expansão sobre o mercado cripto. Começou com o encerramento das minerações de criptomoedas por todo o país e continuou a proibir operações de mineração individuais que, por sua vez, levaram à migração de grandes mineradores. Tanto as grandes como as pequenas empresas cripto foram atingidas pela repressão chinesa no país.

A hashrate da rede bitcoin caiu 50% começou a mostrar sinais de recuperação, enquanto os traders de varejo continuam a comprar Bitcoin apesar das grandes baleias que vendem seus ativos. Nos últimos 30 dias, as baleias venderam 4.000 BTC enquanto os traders de varejo compraram 31.000 BTC. Isto sugere que os investidores de varejo ainda estão altistas no Bitcoin. A criptomoeda principal está atualmente lutando para manter a sua zona de suporte acima dos US$31 mil, se falhar poderia desencadear uma grande venda no mercado.

Leia mais: Vaga de emprego: Binance, Mercado Bitcoin e Bitso Estão Contratando no Brasil

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Guilherme de Faria Martins da Silva
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Publique seu comentário...
Guilherme de Faria Martins da Silva 1558 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Follow Guilherme de Faria @