Maior Exchange de Cripto da China Impõe Limite Rígido de Saque de OTC

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 1, 2021 Updated Julho 1, 2021

Maior Exchange de Cripto da China Impõe Limite Rígido de Saque de OTC

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 1, 2021 Updated Julho 1, 2021
  • Maior exchange de cripto da China Huobi impôs novas restrições em saques OTC.
  • Todas as transações com base em fiat teriam um limite que 24 horas e em alguns casos 36 horas.

A maior exchange de cripto da China, a Huobi global, atualizou seus limites de saque OTC de criptos para restringir os esforços de lavagem de dinheiro por traders chineses. A exchange impôs um limite de tempo “T+1” para saques de cripto que somente permitiria que traders sacassem dinheiro após 24 horas a partir de comprar de criptos e em alguns casos até 36 horas. A exchange disse,

“Todos os usuários (incluindo anunciantes) implementam a política “T+1”, ou seja, os ativos após a compra OTC só podem ser sacados após 24 horas.”

A política “T+1” restringe quaisquer saques acima do limite sugerido. Por exemplo, se um usuário possui 0,1 BTC em suas contas OTC e depositaram mais 1 BTC, então ele só pode sacar 0,1 BTC.

A mesa de OTC cripto se tornou muito popular entre os traders chineses por enviar e receber dinheiro de e para outros países, também se acredita ser um portal para lavagem de dinheiro. As restrições atualizadas tornariam mais difícil para tais pessoas lavarem dinheiro usando mesas OTC. O referido limite só é aplicável para compras fiat-cripto e não limite os saques normais com cripto.

A medida rígida vem com o crescente ataque chinês contra as criptomoedas. Mais cedo, muitas exchanges cripto servindo traders chineses tiveram que interromper seus serviços especialmente os de negociação alavancada.

Ataque Chinês Contra as Criptos Derruba Hashrate do Bitcoin

O recente ataque contra a mineração de criptos pelas autoridades chinesas foi o mais rígido, levando a uma maioria das fazendas de mineração a se realocar ou interromper as operações completamente. A China contava com mais de 50% da mineração de Bitcoin e o recente fechamento de fazendas de mineração no país derrubou a hashrate da rede em 50% levando a um maior ajuste de dificuldade em 11 anos.

Primeiro, o ataque chinês foi visto como outro ataque de rotina pelas autoridades, mas com o tempo se tornou claro que as autoridades estão indo além dos alertas de rotina.

Leia mais: Analista Explica como US$ 1 em Bitcoin (BTC) Poderia ser Transformado em US$ 45,3 Milhões

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
1944 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story