NFT de cachorro caramelo pode ser vendido por R$ 152 milhões

By Paulo José
Published Março 2, 2022 Updated Março 2, 2022

NFT de cachorro caramelo pode ser vendido por R$ 152 milhões

By Paulo José
Published Março 2, 2022 Updated Março 2, 2022

Conhecido como um cachorro de raça não definida, o cachorro caramelo é considerado o verdadeiro mascote do Brasil. Popular em qualquer lugar do país, o animal de estimação foi eternizado em uma coleção rara de tokens não fungíveis (NFTs) lançada recentemente no mercado cripto.

De acordo com a Open.Sea, existe um token da coleção “Cachorro Caramelo” que pode atingir até R$ 152 milhões. Esse é o valor solicitado pelo dono do token, apontado como o mais caro do projeto desenvolvido pelos amigos Rodrigo e Walysson, de Londrina (PR).

No total, a coleção “Cachorro Caramelo” possui dez mil tokens que apresentam várias imagens do icônico animal de estimação. Lançada em janeiro de 2022, cada NFT foi vendido por cerca de US$ 10.

NFT mais caro foi vendido por  US$ 250 no último mês (Reprodução/Open.sea)

Mas, logo após algumas semanas depois do lançamento, os tokens do cachorro amarelo apresentaram uma grande valorização no mercado. Segundo dados sobre a coleção, nos últimos 28 dias o o NFT conhecido como “Cachorro Caramelo #8243” foi vendido por US$ 248,3.

A coleção de NFTs que homenageia o mascote mais popular do Brasil reverterá em doações para ONGs cerca de 40% de todo o valor arrecadado com a venda dos tokens na Open.Sea.

Vendedor pede 10 mil ETHs em token (Reprodução/Open.sea)

Apontado como o token mais caro da coleção, o “Cachorro Caramelo #8251” pode ser comprado por mais de R$ 152 milhões, ou ainda, cerca de US$ 30 milhões. Esse preço foi apresentado pelo usuário dono do NFT, que pede 10 mil unidades de ether (ETH).

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
426 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story