O Fundador do Ethereum, Vitalik, Explica aos Críticos Por que o Eth 2.0 Será Uma “Moeda Deflacionária”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Abril 6, 2020 Updated Abril 6, 2020

O Fundador do Ethereum, Vitalik, Explica aos Críticos Por que o Eth 2.0 Será Uma “Moeda Deflacionária”

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Abril 6, 2020 Updated Abril 6, 2020

O Fundador do Ethereum, Vitalik Buterin respondeu os críticos do proof-of-stake (PoS) com o desenvolvimento do Ethereum 2.0 sendo questionado sobre sua capacidade como moeda deflacionária.

O mundo tem aguardado o lançamento do ETH 2.0, uma atualização planejada na blockchain do Ethereum, o que mudará a rede do sistema de consenso proof-of-work (PoW) para um mecanismo de proof-of-stake (PoS). No entanto, uma parte da comunidade cripto veio em forte oposição à mudança afirmando que não melhoraria o sistema – pelo menos em sua métrica como moeda deflacionária.

Vitalik agora sai em defesa do sistema PoS atingindo as crescentes críticas ao modelo de empréstimo PoS. Em um rompante num mini-tweet Vitalik escreveu,

“Não acredito nas recente onda de “PoS não vai funcionar porque o acúmulo será vencido na concorrência com o empréstimo” e você também não deveria.”

Competição entre DeFi e PoS levará à vulnerabilidade da rede

O co-fundador da criptomoeda Grimm, Andrew COP, criticou a atualização planejada do sistema do Eth 2.0 como um todo afirmando que o crescimento do DeFi pode acabar competindo com o protocolo. No final de março relatórios mostraram que o crescimento exponencial de produtos DeFi estava canibalizando o espaço de bloco no ETH gradualmente deixando ICOs e transações de ETH mais lentas.

Ele escreveu,

“Olá, e quanto à vulnerabilidade do POS em relação aos apps DeFi (os setor de maior crescimento em 2019)? A competição entre serviços DeFi e o próprio protocolo POS (acúmulo de DeFi vs acúmulo de POS) levará à vulnerabilidade na rede, ataques e centralização.”

Além disso, Andrew ataca a falta de políticas deflacionárias (comuns à cadeias de PoW como o Bitcoin) que o ETH 2.0 trará afirmando que o empréstimo irá superar o acúmulo no longo prazo.

No entanto, Vitalik não concorda com nada na análise de Andrew.

Vitalik ataca os críticos: “Taxas de juros não se equalizam em todas as moedas”

De acordo com Vitalik, a análise de Andrew está equivocada porque as taxas de empréstimo não se equalizam sempre para serem as mesmas em todas as moedas. Ele ainda explica,

“Isso está errado porque as fiat são um ativo inerentemente portador de juros de forma que as cripto não são, então, é claro que as taxas de juros nas fiat são maiores.”

Contudo, o modelo usado por Andrew ainda ignora a razão de recompensa reversa que garante que “se depósitos ficarem muito baixos, as taxas de recompensa ficam extremamente altas para motivar mais pessoas a depositarem.” Esse modelo é ainda melhorado por se mover totalmente para uma plataforma de acúmulo em comparação com o mecanismo de PoW.

Com as taxas de empréstimo do Ethereum sendo muito baixas (a Compound oferece 0,01%) e as razões de taxa inversa da blockchain no lugar, Vitalik acredita que o Eth 2.0 será um sucesso.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2457 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story