Recuperação Judicial do Grupo Bitcoin Banco: Entenda um Pouco do Que Ainda Virá Pela Frente

By Ezequiel Gomes
Published Janeiro 10, 2020 Updated Janeiro 28, 2020
bitcoin banco

Recuperação Judicial do Grupo Bitcoin Banco: Entenda um Pouco do Que Ainda Virá Pela Frente

By Ezequiel Gomes
Published Janeiro 10, 2020 Updated Janeiro 28, 2020

A novela envolvendo o Grupo Bitcoin Banco (GBB), que gerou milhares de pessoas prejudicadas no Brasil e centenas de processos judiciais, ganhou novos contornos nos primeiros dias de 2020. No último dia de 2019 se encerrou o prazo para habilitação não judicial no grupo de credores do grupo no processo de Recuperação Judicial (RJ). Isso quer dizer que todas as pessoas e empresas para quem o GBB deve, que não são poucas, já devem ter se habilitado no processo.

brazil
(Plataformas do Grupo Bitcoin Banco permanecem fora do ar)

Solução rápida a partir de agora? Nem pensar!

A partir de agora, porém, ao invés do que todos gostariam que é uma solução rápida e fácil, o que vem pela frente é burocracia, lentidão judicial e incerteza.

Plano de Recuperação

O próximo passo nessa novela é um plano de recuperação judicial, onde o grupo oferecerá um plano para pagar seus credores diante dos problemas enfrentados pela empresa.

Assembleia dos Credores

A assembleia dos credores se reúne para discutir o relatório e as soluções oferecidas pela empresa. Se a maioria proporcional aceitar os termos do acordo, então ele passa a ser implementado na prática até o final do processo.

Se o processo é tão simples, por que a perspectiva da demora?

O processo de recuperação judicial é relativamente simples, mas a burocracia, lentidão da justiça, desacordo entre os clientes que entendem ter sofrido um golpe da parte do GBB, além de posteriores questionamentos do próprio Ministério Público ou mesmo das Polícias Estadual e Federal podem tornar o processo todo um martírio até sua conclusão final.

Provavelmente poucas pessoas sairão satisfeitas ao final dessa RJ, uma vez que o GBB usará todas as táticas possíveis a seu dispor para tentar devolver o mínimo possível do que pertence a seus clientes sob o pretexto de ter sofrido uma fraude no primeiro semestre de 2019. Esse deverá ser um dos temas mais debatidos entre o grupo, os clientes e a justiça/polícia.

Nos resta aguardar e estarmos atentos aos desdobramentos da situação.

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Ezequiel Gomes
140 artigos
Ezequiel Gomes é escritor, Youtuber, palestrante, jornalista e entusiasta incondicional da blockchain e da descentralização proporcionada pelas criptomoedas.

Loading Next Story