Rei do Pullback: Polícia Prende Três Homens Acusados de Matar Trader de Criptomoedas


Wesley Pessano morreu após ser alvejado com 4 tiros (Reprodução)

Rei do Pullback: Polícia Prende Três Homens Acusados de Matar Trader de Criptomoedas

  • Wesley Pessano foi morto enquanto dirigia um Porsche Vermelho
  • Três homens foram presos acusados de assassinar o rei do pullback
  • Polícia Civil investiga disputa por grupo de investidores de criptomoedas

Logo após iniciar uma força-tarefa, a Polícia Civil do Rio de Janeiro – RJ prendeu três homens suspeitos de matarem o trader de criptomoedas Wesley Pessano Santarém, de 19 anos.

Também conhecido como “Rei do Pullback”, o investidor foi assassinado com quatro tiros enquanto dirigia um Porsche vermelho na região dos Lagos na última quarta-feira (4).

Em menos de uma semana, as autoridades conseguiram deter os suspeitos pela morte do influenciador digital, que possuía mais de 134 mil seguidores no Instagram e fazia vídeos sobre investimentos no Youtube.

Presos são acusados de matar trader de criptomoedas

No total, três pessoas foram presas pelas autoridades que investigam o caso do trader de criptomoedas morto a tiros dentro de um Porsche vermelho. Uma das linhas de investigação aponta que o rei do pullback pode ter sido alvo de uma disputa por grupos de investidores na região fluminense onde o crime aconteceu.

De acordo com a 125º Delegacia de Polícia de São Pedro da Aldeia, dois suspeitos foram detidos na última sexta-feira (6), dois dias depois do crime que resultou na morte do rei do pullback.

As investigações apontam que os suspeitos por envolvimento no crime podem ter seguido ordens de um mandante, que foi detido nesta segunda-feira (9). A Polícia Civil também encontrou o veículo que foi utilizado pelos criminosos no dia do assassinato.

Investidor dirigia Porsche vermelho (Reprodução Instagram)

Em nota, a Polícia Civil confirma que as investigações prosseguem com a força-tarefa criada para investigar crimes envolvendo investidores de criptomoedas na região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

“A forca-tarefa da Polícia Civil do Rio de Janeiro que investiga a morte de Wesley Pessano Santarém, assassinado a tiros em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, na última quarta-feira, já prendeu três pessoas envolvidas no crime. O veículo utilizado na execução também foi apreendido. As investigações prosseguem com o grupo composto pela delegacia de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação de Búzios, Iguaba Grande e 4º DPA.”

Motivo por trás da morte de Wesley Pessano

Uma das linhas de investigação sobre o caso do trader Wesley Pessano aponta que o investidor foi morto devido a uma disputa de investidores de criptomoedas na região dos Lagos.

Nas redes sociais, o rei do pullback ostentava uma vida de luxo e sempre aparecia com montes de dinheiro em fotos que prometia lucro fácil e rápido através de investimentos.

Assim, com a prisão de três suspeitos por envolvimento no assassinato do trader em São Pedro da Aldeia – RJ, as autoridades continuam a investigação sobre o caso.

Morto dentro de um Porsche vermelho avaliado em R$ 440 mil, outra linha de investigação apontada pelas autoridades acreditava em queima de arquivo, como o real motivo por trás da morte de Wesley Pessano.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 222 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @