SWIFT planeja interligar todas as CBDCs, eis o porquê

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Maio 20, 2022 Updated Maio 20, 2022

SWIFT planeja interligar todas as CBDCs, eis o porquê

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Maio 20, 2022 Updated Maio 20, 2022

Mesmo enquanto os bancos centrais de várias economias exploram as CBDCs, o SWIFT está promovendo pagamentos transfronteiriços que envolvam moedas digitais. Embora a maior parte das moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) se concentre em conseguir a digitalização das moedas de fiat, a última jogada do SWIFT visa os pagamentos transfronteiriços.

 

SWIFT é o padrão global para transações de pagamento e negociação de títulos. O novo projeto, juntamente com a Capgemini, concentra-se na interligação entre várias CBDC que estão sendo desenvolvidas ao redor do mundo.

Leia mais: Este membro do Conselho diretivo do SNB diz que os riscos de uma CBDC ultrapassam seus benefícios

Interligar CBDCs principais

 

Thomas Zschach, diretor-geral de inovação da SWIFT, disse,

“Hoje, o ecossistema mundial das CBDCs corre o risco de se fragmentar com vários bancos centrais desenvolvendo suas próprias moedas digitais baseadas em diferentes tecnologias, normas e protocolos.”

 

A este respeito, o sistema de pagamentos SWIFT colaborou com a Capgemini para a realização de novas experiências para testar a interligação de CBDCs nacionais, anunciou.

 

Sudhir Pai, diretor de tecnologia e inovação da Capgemini, disse:

 

“Navegar na descentralização é complexo com muitas opções tecnológicas, modelos operacionais e considerações políticas. A nossa taxonomia bem definida ajudou-nos a acelerar nossos esforços para construir interligações CBDC com SWIFT.”

 

Em 2021, o SWIFT realizou uma experiência de CBDC que demonstrou com sucesso transações transfronteiriças. As transferências foram realizadas entre uma entidade na rede CBDC e um sistema de liquidação bruta em tempo real (RTGS).

 

Além disso, alguns bancos centrais estão construindo CBDCs usando uma arquitetura centralizada, enquanto outros estão usando a tecnologia de contabilidade distribuída. As experiências focam-se na construção e demonstração da capacidade de implantar um gateway em uma rede CBDC doméstica.

 

O gateway interceptará transações transfronteiriças na rede, vai traduzi-las e enviá-las para a plataforma SWIFT. Assim, o SWIFT trata a transmissão para outra rede CBDC ou para um sistema de pagamento estabelecido. Em colaboração com a Capgemini, o SWIFT está tentando tratar de três casos de uso – interligando CBDC com CBDC, fiat com CBDC e CBDC com fiat.

Leia mais: Fed libera o novo whitepaper do dólar digital de CBDC, inicia debate

Banimento da Rússia do SWIFT

 

A rede de pagamentos SWIFT foi recentemente noticiada pela retirada do sistema por parte da Rússia. Depois de a Rússia ter começado a invadir a Ucrânia em fevereiro, muito se falou sobre se Moscou irá adotar ativos digitais para contornar as sanções econômicas devastadoras.

Leia mais: Este Líder dos EUA opõe-se ao plano de CBDCs do Fed, eis o porquê

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
2796 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story