A Ubisoft move-se para investir em jogos de blockchain

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Outubro 30, 2021 Updated Outubro 30, 2021

A Ubisoft move-se para investir em jogos de blockchain

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Outubro 30, 2021 Updated Outubro 30, 2021

Popularmente conhecida pela criação da série Assassin’s Creed e, possivelmente, uma das maiores empresas de jogos do mundo, a Ubisoft realizou sua teleconferência de investidores do T2 esta semana, onde discutiu a blockchain como um tema-chave.

Agora, apesar de relatar um aumento de 15% em jogadores ativos únicos para o primeiro semestre do ano em comparação com o de 2020, e também com o fato do Assassin’s Creed Valhalla ter se tornado o segundo jogo mais rentável da história da empresa, o CEO da empresa francesa, Yves Guillemot, partilhou agora os seus planos de investir em empresas de jogos centradas em blockchain na plataforma.

Leia mais: Debate Descentalizado: blockchain games e o futuro dos jogos

Mas mesmo depois de fazer progressos notáveis no espaço – incluindo o financiamento da Animoca Brands – Guillemot insiste que a plataforma ainda está em seu estágio inicial de pesquisa e desenvolvimento.

Em abril, a Ubisoft tornou-se um nó validador na rede Tezos. Depois, em julho, tornou-se um operador de nó de canal na rede Aleph.im e um membro pioneiro da Blockchain Game Alliance.

Leia mais: Além do Axie Infinity: Confira 6 Jogos Blockchain para Ganhar Dinheiro na Internet

Falando sobre os impactos potenciais que a tecnologia blockchain poderia ter na indústria dos jogos, o diretor financeiro da Ubisoft, Frédérick Duguet diz que permitirá mais diversão, permitindo assim que mais jogadores recebam conteúdo, bem como conteúdos próprios. Além disso, pensando no longo prazo, o CFO está confiante de que a blockchain ajudará o crescimento da indústria, pois, já tem algum conhecimento, ao trabalhar com outras empresas menores entrando na blockchain.

Lembre-se que recentemente, a Valve estava nas manchetes por proibir todos os jogos e conteúdos cripto, blockchain e tokens não fungíveis (NFT) em seu mercado Steam.

No entanto, após a proibição, o grupo de defesa de direitos digitais, Fight for the Future – com o apoio da Blockchain Game Alliance, Enjin e de outros 26 projetos de jogos de blockchain publicou uma carta aberta pedindo que a corporação mude sua decisão, afirmando que as organizações autônomas descentralizadas (DAOs) e os NFTs podem, sem dúvida, ajudar a promover o avanço de sistemas descentralizados, interativos, democráticos e focados no jogador.

Leia mais:

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
1806 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story