Banco Central Proíbe Pix que Agora Só Aceita Transferências Até R$ 1 Mil Durante a Noite


Real brasileiro

Banco Central Proíbe Pix que Agora Só Aceita Transferências Até R$ 1 Mil Durante a Noite

  • Agora Pix terá restrição de valores durante a noite
  • Medida adotada pelo BC limita em R$ 1 mil as transferências de dinheiro
  • Banco Central anunciou medida para conter crimes

Enquanto as criptomoedas podem ser transacionadas a qualquer hora do dia e da noite, o real brasileiro enfrentará restrições após o lançamento do bem-sucedido programa Pix.

De acordo com o Banco Central (BC), agora as transações realizadas pelo Pix durante a noite não podem exceder a quantia de R$ 1 mil. Com a mudança, o BC espera coibir roubos utilizando o sistema de transferência de dados, afirma o G1.

Conhecido por enviar e receber qualquer durante qualquer dia da semana, o lançamento do Pix foi recebido com entusiasmo pelos brasileiros no final de 2020, que utilizam o sistema de transferência de valores para fazer compras e enviar dinheiro.

Pix acima de R$ 1 mil é proibido

Agora as transações de dinheiro com o Pix sofrerão restrições com a nova regra divulgada pelo Banco Central na tarde desta sexta-feira (27). Através da novidade, as transações não podem ultrapassar R$ 1 mil com o Pix.

Segundo a mudança apresentada pelo BC, a medida vale para operações financeiras compreendidas entre as 20h e 6h do dia seguinte. Ou seja, durante a noite haverá restrição de valores transacionados para quem utiliza o Pix diariamente.

Além de pessoas físicas, a limitação do Pix afetará Microempreendedores Individuais (MEIs). Além dessa mudança, o Banco Central afirma que os usuários poderão reduzir ou aumentar o próprio limite para transferências de dinheiro. No entanto, essa mudança pode demorar até 48 horas para ser efetivada, em busca de garantir mais segurança para transações com o Pix no Brasil.

Banco Central que diminuir crimes

Em busca de coibir a prática de crimes envolvendo a transferência de recursos pelo Pix, o Banco Central decidiu restringir as operações com o sistema que foi lançado no final de 2020.

Segundo entrevista de João Manoel Pinho de Mello, diretor da Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, a limitação do Pix em R$ 1 mil pode prevenir a ação de bandidos que roubam dinheiro de vítimas acessando celulares em ataques e sequestros.

“(As) medidas se concentram, principalmente, na segurança desses meios de pagamento contra crimes perpetrados por bandidos impondo coação a vida humana, por exemplo, sequestros relâmpagos ou roubos e fraudes em meios de pagamentos eletrônicos”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 180 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @