A Black Rock Petroleum Company Pronta Para Operar 1 Milhão de Mineradores de Bitcoin Chineses

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 17, 2021 Updated Julho 17, 2021

A Black Rock Petroleum Company Pronta Para Operar 1 Milhão de Mineradores de Bitcoin Chineses

By Guilherme de Faria Martins da Silva
Published Julho 17, 2021 Updated Julho 17, 2021

A empresa Black Rock Petroleum está pronta para alojar e operar 1 milhão de máquinas de exploração de mineração de Bitcoin nas suas reservas de gás ao abrigo de seu novo acordo. A companhia petrolífera assinou um acordo vinculativo com a Optimum Mining Host Limited Liability Co para sediar e operar milhões de mineradores de Bitcoin sendo realocados da China. Ela implantará todos os milhões de mineradores de bitcoin em três reservas de gás no Canadá.

“Os níveis atuais de produção são bons e os nossos engenheiros analisaram os registros históricos de produção da propriedade e analisaram as avaliações de reservas recentes e estamos confiantes de que temos a experiência, a tecnologia, e recursos para aumentar materialmente a produção e, por sua vez, o fluxo de caixa do sítio e para hospedar e operar mineradores de bitcoin a um custo energético de cerca de três centavos de dólar canadense por KWH.”

Leia mais: Jefferies: Ataque da China às Cripto É Apenas para Evitar Competição com Reminbi Digital

A repressão do governo chinês sobre as empresas e a mineração cripto levou a um êxodo maciço de mineradores do país. Algumas das maiores explorações de mineração tiveram de encerrar as suas operações e ou vender o seu equipamento de mineração no mercado on-line de segunda mão ou transferir-se para outros países que oferecem conformidade aos serviços de mineração de Bitcoin.

O êxodo levou a que milhões destas máquinas de mineração fossem enviadas para vários países, com as nações norte-americanas, especialmente o Canadá, juntamente com o Cazaquistão, a tornarem-se uma escolha crescente.

Leia mais: O Vice-Governador do BoE diz que criptos não são um “risco de estabilidade financeira”

A Repressão da China Contras as Cripto Rompe a Centralização da Mineração

A China foi o centro de mineração de Bitcoin do mundo, responsável por mais de 70% da atividade de mineração em um momento devido ao seu suprimento de energia excedente em áreas rurais. No entanto, um recente relatório de Cambridge indicou que a dominância tem registrado uma diminuição constante abaixo dos 50% até abril. A contribuição da mineração de Bitcoin diminuiu acentuadamente em maio após o êxodo de mineradores. Muitos acreditam a repressão de maio eliminou a maioria das explorações de mineração.

Os EUA têm o segundo lugar em termos de contribuição de mineração, enquanto o Cazaquistão subiu rapidamente para o terceiro lugar. A migração de mineradores da China também garantiu que a rede Bitcoin se tornasse mais verde, já que a maioria desses países regulou o setor de mineração do Bitcoin com distribuição controlada de energia proveniente principalmente de fontes renováveis.

Leia mais: Caitlin Long Diz Que as Novas Diretrizes de Pagamento do Fed Seriam uma Repressão Indireta Sobre as Criptos

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Guilherme de Faria Martins da Silva
1795 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.

Loading Next Story