Operação Compliance: Polícia Procura Hacker no Brasil Acusado de Lavar Dinheiro com Criptomoedas


Operação Compliance: Polícia Procura Hacker no Brasil Acusado de Lavar Dinheiro com Criptomoedas

  • Hacker é acusado de lavar dinheiro utilizando criptomoedas
  • Operação Compliance é deflagrada em cinco estados pela Polícia Federal
  • Investigado usada empresas para investir em criptomoedas com dinheiro de golpes praticados pela internet

Mais de 34 mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Polícia Federal durante a Operação Compliance, que investiga crimes financeiros envolvendo criptomoedas no Brasil.

De acordo com a operação policial deflagrada nesta quinta-feira (12), um hacker é apontado como o principal suspeito de desviar dinheiro de contas bancárias cometendo golpes pela internet.

Depois do desvio do dinheiro das vítimas, o investigado lavava dinheiro através de investimentos em criptoativos, segundo o G1. No total, 150 policiais participaram da Operação Compliance, que cumpriu mandados de busca e apreensão em cinco estados brasileiros.

Hacker lavava dinheiro com criptomoedas

A Operação Compliance da Polícia Federal de Goiás investiga um esquema envolvendo investimentos em criptomoedas e a lavagem de dinheiro proveniente de golpes praticados pela internet.

Embora o nome dos suspeitos não tenha sido revelado pelas autoridades, o negócio é investigado desde 2018 em Goiânia – GO e envolve uma empresa de investimentos em criptoativos.

Durante a operação, os policiais encontraram documentos no endereço de um dos suspeitos relacionados a veículos de luxo como um Porsche Cayenne e uma Mercedes Benz GLA 200.

Bloqueio de contas através da Operação Compliance

Além dos documentos recolhidos pela Operação Compliance da Polícia Federal, a Justiça Federal de Goiás determinou o bloqueio de contas bancárias e carteiras com criptomoedas em nome dos suspeitos investigados.

No total, foram expedidos 30 mandados de bloqueio relacionados a contas com dinheiro e ou criptoativos. A Justiça ainda determinou a quebra de sigilo bancário dos envolvidos no esquema de lavagem de dinheiro.

Com mandados de busca e apreensão sendo cumpridos em Vitória (ES), Goiânia (GO), São Paulo (SP), Campo Grande (MS) e Laranjal Paulista (SP), os valores bloqueados pela Justiça não foram divulgados pela Operação Compliance.

Rei do Pullback: Polícia Prende Três Homens Acusados de Matar Trader de Criptomoedas

Segundo a operação, a investigação começou depois que um hacker foi identificado como o responsável por desviar dinheiro através de golpes pela internet. O principal suspeito do esquema usava o dinheiro desviado para investir em criptomoedas, posteriormente.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 218 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @