‘Perigo’: ‘Rei do Bitcoin’ Tenta Sair da Prisão Após Golpe de R$ 1,5 Bilhão em Criptomoedas


‘Perigo’: ‘Rei do Bitcoin’ Tenta Sair da Prisão Após Golpe de R$ 1,5 Bilhão em Criptomoedas

  • “Rei do Bitcoin” tem pedido de habeas corpus negado
  • Cláudio José de Oliveira foi preso durante a Operação Daemon em Curitiba – PR
  • Esposa do empresário do Grupo Bitcoin Banco tentou deixar prisão e também teve pedido negado pela Justiça

Depois de ser preso preventivamente pela Polícia Federal do Paraná, o empresário Cláudio José de Oliveira tentou deixar a prisão recentemente. No entanto, de acordo com o Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4), o “Rei do Bitcoin” apresentou um habeas corpus que foi negado pela Justiça.

Segundo a decisão do desembargador Thompson Flores, o “Rei do Bitcoin” não deve deixar a prisão depois de ser detido durante a Operação Daemon. Acusado de liderar um esquema com criptomoedas no Brasil, Cláudio Oliveira pode ter movimentado R$ 1,5 bilhão através do Grupo Bitcoin Banco (GBB).

Como defesa, o “Rei do Bitcoin” afirmou que não existem motivos para a manutenção da prisão dele pela Justiça. O empresário ainda afirmou que deveria ser aplicado “medidas cautelares diversas”, e não a prisão preventiva.

Habeas corpus de Cláudio Oliveira é negado

Logo após completar duas semanas atrás das grades, o empresário que criou o Grupo Bitcoin Banco, Cláudio Oliveira, apresentou um habeas corpus que foi indeferido pelo TRF-4.

Assim, conforme diz a notícia sobre a decisão do TRF-4 sobre o caso envolvendo um golpe de R$ 1,5 bilhão em criptomoedas, o “Rei do Bitcoin” é acusado de crimes como estelionato, contra o patrimônio e organização criminosa.

“Claudio impetrou um pedido liminar de habeas corpus (HC) contra a decisão proferida pelo juízo da 23ª Vara Federal de Curitiba, que decretou sua prisão preventiva em julho deste ano. Ele defendeu a inexistência dos requisitos para a prisão e requereu a aplicação de medidas cautelares diversas.”

“Perigo à ordem pública”

Como justificativa para o indeferimento do habeas corpus, o TRF-4 afirmou que o ‘Rei do Bitcoin’ apresenta “perigo à ordem pública”, e por isso a prisão preventiva deveria ser mantida.

Além disso, o desembargador Thompson Flores concluiu que não existem indícios de ilegalidade na prisão de Cláudio Oliveira, considerado o líder do Grupo Bitcoin Banco.

“O relator do caso, desembargador federal Thompson Flores, afirmou que, considerando as circunstâncias do caso, a soltura colocaria em perigo a ordem pública. O magistrado frisou também que ‘a decisão combatida encontra-se fundamentada e não apresenta flagrante ilegalidade/arbitrariedade’.”

Esposa do Rei do Bitcoin tenta deixar a prisão

Assim como Cláudio José de Oliveira, a esposa do Rei do Bitcoin, Lucinara Silva, apresentou um habeas corpus à Justiça para tentar deixar a prisão em Curitiba – PR, logo após a detenção durante a Operação Daemon.

‘Estelionatário 2.0’: Justiça Solta Esposa de Cláudio Oliveira, mas ‘Rei do Bitcoin’ Continua Preso

No entanto, ela também deverá permanecer presa preventivamente, tal como o Rei do Bitcoin. Presa desde o dia 5 de junho de 2021, Lucinara deixou a prisão por alguns dias recentemente, mas logo voltou a ser detida pelas autoridades.

“Lucinara impetrou o pedido liminar de HC, o que lhe foi negado pelo desembargador federal Luís Alberto d’Azevedo Aurvalle.”

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 70 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @