Polícia Descobre Esquema no Detran que Usava Critptomoedas para Lavar Dinheiro

By Paulo José
Published Setembro 24, 2021 Updated Setembro 24, 2021
Real brasileiro

Polícia Descobre Esquema no Detran que Usava Critptomoedas para Lavar Dinheiro

By Paulo José
Published Setembro 24, 2021 Updated Setembro 24, 2021
  • Terceira denúncia cita criptomoedas e lavagem de dinheiro
  • Grupo movimentou R$ 80 milhões em dois meses
  • Quatro pessoas foram denunciadas pelo Ministros

Depois de indiciar quatro pessoas recentemente por crimes como lavagem de dinheiro, o Ministério Público Estadual da Bahia apresentou uma denúncia envolvendo um esquema com criptomoedas no Detran – BA.

No total, o esquema movimentou R$ 80 milhões em apenas dois meses, usando criptomoedas para lavar o dinheiro proveniente do golpe, além de um stand localizado na rua 25 de março, em São Paulo – SP.

De acordo com a investigação sobre o caso, essa é a terceira denúncia apresentada contra o grupo. Até então, as autoridades não haviam mencionado o uso de criptomoedas pelo grupo acusado de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Golpe no Detran com criptomoeda

Logo após deflagrar a Operação Cartel Forte ainda em abril de 2021, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (GAECO), um grupo de cinco acusados foi investigado por associação com o crime.

Conforme diz a GAECO, o grupo praticava crimes envolvendo a lavagem de capitais. Ao investigar as operações financeiras dos envolvidos, as autoridades descobriram que criptomoedas eram utilizadas no esquema de lavagem de dinheiro.

Antes de transformar os valores em dinheiro fiduciário, a quadrilha usava a quantia para comprar criptomoedas no mercado. Depois disso, o dinheiro da venda das criptomoedas era usado para abastecer o cartel.

Esquema no Detran – BA

O dinheiro proveniente de operações com criptomoedas era destinado ainda a um stand na 25 de março, que participava do esquema financeiro da quadrilha.

Somente em dois meses de investigação, as autoridades descobriram que o stand movimentou R$ 80 milhões, que pode ser resultado de lavagem de dinheiro do grupo denunciado.

A Binance Pode Enfrentar Investigação No Processo de Lavagem de Dinheiro de US$134 Milhões na Índia

Além de usar criptomoedas, o grupo agia com um esquema dentro do Detran na Bahia, envolvendo o estampamento de placas de veículos. Com a operação policial deflagrada, os suspeitos foram denunciados pela terceira vez pelo Ministério Público.

Agora, o órgão aponta que o grupo lavou dinheiro com criptomoedas. O MP apresenta ainda na denúncia que os envolvidos no caso podem responder por crimes como “crimes de cartel, falsidade ideológica, fraude em licitações e lavagem de capitais.”

CoinGape Twitter

Isenção de responsabilidade
O conteúdo apresentado pode incluir a opinião pessoal do autor e está sujeito às condições de mercado. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou a publicação não tem qualquer responsabilidade por sua perda financeira pessoal.
sobre o autor
Paulo José
290 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.

Loading Next Story