Sobrinho de Bolsonaro pede Doações em Bitcoin (BTC) Para Financiar Manifestações


Sobrinho de Bolsonaro pede Doações em Bitcoin (BTC) Para Financiar Manifestações

  • Léo Índio está pedindo doações em Bitcoin pelo Instagram
  • Sobrinho de Bolsonaro divulgou endereço para enviar criptomoeda
  • BTC é alternativa para Pix, que pode ser bloqueado pelo STF

Depois de divulgar na internet uma chave Pix para doações em dinheiro, Léo Índio publicou nas redes sociais uma nova forma de angariar doações para as manifestações marcadas para o dia 7 de setembro de 2021 em todo o país.

De acordo com o sobrinho do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), a organização do ato no próximo feriado está aceitando também doações em criptomoedas como o Bitcoin (BTC).

Embora não seja responsável pelo recebimento das doações, conforme disse em entrevista ao Uol, Léo Índio está divulgando frequentemente publicações convocando para o protesto que possui como pauta a destituição dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Bitcoin para financiar protestos

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro estão organizando um protesto em inúmeras cidades brasileiras contra o STF, que pretende levar milhares de pessoas às ruas no próximo feriado nacional.

Em busca de financiar o ato, organizadores do protesto solicitam doações dos apoiadores. Até então, uma conta Pix estava sendo divulgada por pessoas como Léo Índio.

Mas, além de receber doações em dinheiro através do Pix, a organização do protesto decidiu aceitar criptomoedas como forma de doação, divulgando um endereço de Bitcoin nas redes sociais.

Sobrinho de Jair Bolsonaro pede doações em BTC (Reprodução/Instagram)

Conforme diz Léo Índio no Instagram, o endereço de Bitcoin foi criado como alternativa ao Pix, já que as transações pelo sistema estariam sendo bloqueadas pelo STF, aponta o sobrinho de Jair Bolsonaro.

“O supremo togado, está mandando bloquear os PIXs que arrecadam para o dia 7 de setembro. Por enquanto a chave PIX está funcionando, mas caso tenha problemas, criamos essa nova forma de contribuição! Envie um PIX com qualquer valor ou envie Bitcoins!”

Sem doações para criptomoedas

Segundo a entrevista de Léo Índio, o endereço do Pix e o endereço de Bitcoin divulgados para financiamento das manifestações pertence ao motorista Rafael Moreno.

Ele seria responsável por gerenciar as doações recebidas que devem financiar as atividades do grupo no próximo dia 7 de setembro de 2021. Até então, os organizadores não divulgaram quanto receberam em doações de dinheiro.

Endereço ainda não recebeu nenhuma doação de Bitcoin (Reprodução/Blockchain.com)

Por outro lado, através do endereço de Bitcoin divulgado por Léo Índio é possível consultar qual o valor em criptomoedas foi doado. Divulgado pelo sobrinho do Bolsonaro no dia 23 de agosto de 2021, em uma semana o endereço de BTC não recebeu nenhuma doação.

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Paulo José
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Publique seu comentário...
Paulo José 182 artigos
Jornalista apaixonado pelo universo das criptomoedas e seu enorme impacto na sociedade. Ele conheceu o Bitcoin em 2013 sem saber que a criptomoeda tomaria conta de sua vida anos depois. Ele trabalhou em outros portais de notícias sobre criptomoedas e atualmente é um dos contribuidores do CoinGape.
Follow Paulo @