China: Usinas Hidrelétricas À Venda Com Mineradores Correndo Para Sair da China


China: Usinas Hidrelétricas À Venda Com Mineradores Correndo Para Sair da China

  • O mercado de segunda mão da China tem um aumento na venda de pequenas usinas hidrelétricas com o ataque contra a mineração cripto.
  • Uma maioria dessas usinas pertencem à famosa região de Sichuan por ter energia limpa para mineração de Bitcoin.

O mercado online de segunda mão chinês agora está tendo um aumento na venda de usinas hidrelétricas nas últimas semanas com os mineradores cripto correndo para deixar o país. De acordo com uma notícia na SCMP os donos dessas pequenas usinas hidrelétricas estão vendendo suas estações com a menor demanda por oferta de energia para mineração de Bitcoin após o ataque contra e mineração e negociação de criptos.

Durante a fase inicial do ataque, os marketplaces de segunda mão foram primariamente inundados com estações de mineração de cripto e agora que os ataques foram intensificados até mesmo fontes de energia limpas como as usinas hidrelétricas estão sendo vendidas. Uma maioria dessas pequenas usinas elétricas estão na província de Sichuan, um hub para mineração limpa de Bitcoin. Mais cedo muitos achavam que o ataque estaria limitado ás províncias onde a mineração estava usando combustíveis fósseis, mas uma resolução repentina de algumas das maiores fazendas de mineração fez com que muitos mineradores no país começassem a buscar alternativas.

O ataque chinês contra as criptos não é novidade e cada ciclo altista na China impôs alguma restrição contra o ecossistema cripto. Em 2017, o governo da China baniu todas as exchanges de cripto no país. No entanto, dessa vez o ataque aos mineradores e à negociação de criptos foi o mais rígido de todos até agora.

Mineradores Cripto Migram para o Cazaquistão e para a América do Norte

A China contava com mais de 50% da hashrate de mineração de Bitcoin antes do ataque começar. Ao mesmo tempo, uma concentração tão alta de mineradores cripto em um só lugar era o maior argumento de centralização contra o Bitcoin. Assim, o ataque ajudou a rede do Bitcoin a se tornar mais descentralizada.

O intenso ataque forçou os mineradores cripto no país a se realocarem para nações norte-americanas onde a oferta de energia é subsidiada e disponível a preços baixos. Além da América do Norte, o Cazaquistão também emergiu como a escolha para mineradores para se realocarem com suas fazendas de mineração. O ataque também serve como um oportunidade para outras nações atraírem os mineradores cripto que migram para se tornarem parte do ecossistema do Bitcoin.

O ataque contra a mineração levou a uma queda significativa da hashrate da rede do Bitcoin que caiu quase 70% nos últimos meses.



O tempo de registro de bloco chegou a uma alta de 11 anos enquanto a rede está se dirigindo para o maior ajuste de dificuldade da história.

Leia mais: México Ataca Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e Ripple (XRP): ‘Não Constituem uma Moeda Legal’

CoinGape Twitter

Assine nossa newsletter gratuitamente

Disclaimer A Coingape está comprometida em seguir os mais altos padrões de jornalismo e, portanto, segue uma política editorial rigorosa. Dessa forma, a CoinGape toma todas as medidas para garantir que os fatos apresentados em seus artigos sejam precisos.
Isenção de responsabilidade: As opiniões, previsões, posições ou estratégias expressadas pelos autores e pelos que fornecem comentários são apenas suas e não refletem necessariamente as opiniões, previsões, posições ou estratégias da CoinGape. Faça sua pesquisa de mercado antes de investir em criptomoedas. O autor ou publicação não se responsabiliza por sua perda financeira pessoal.
Author: Guilherme de Faria Martins da Silva
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Publique seu comentário...
Guilherme de Faria Martins da Silva 1574 artigos
Escritor de conteúdo experiente em investimento e domínio de blockchain. Recentemente, obteve a certificação de Agente Autônomo de Investimento. Prospecto e planilhas de fundos de investimento, informações técnicas e comerciais relacionadas a produtos de investimento, white papers, white papers técnicos, sites e postagens em mídias sociais.
Follow Guilherme de Faria @